Poldro com 40 mil anos encontrado “perfeitamente conservado” na Sibéria

Poldro com 40 mil anos encontrado “perfeitamente conservado” na Sibéria

Semyon Grigoriev segura o poldro conservado pelo frio extremo do permafrost - Universidade Federal North-Eastern

Um poldro com 40 mil anos de idade foi encontrado “perfeitamente conservado” na Sibéria, segundo alegam arqueólogos russos, citados pelo Siberian Times.

O animal, que terá morrido com apenas três meses de vida, estará em excelentes condições de conservação devido às condições atmosféricas locais. Os cientistas indicam que o poldro ainda tem pelagem, cauda e alguns órgãos internos.

A descoberta foi feita na região de Yakutia, onde também já foram encontrados mamutes em bom estado de conservação, por uma expedição de cientistas e arqueólogos russos e japoneses.

“Esta é a primeira descoberta, a nível mundial, de um cavalo pré-histórico de tão tenra idade com um nível tão bom de conservação”, indicou Semyon Grigoryev, responsável do Museu do Mamute da cidade de Yakutsk.

A descoberta será agora analisada pelos cientistas, assim como o solo onde foi encontrado.

Fonte: O Globo

Categorias: Notícias, Sociedade