Detectado dois casos de vírus do Nilo em cavalos em Cádiz e Huelva

Detectado dois casos de vírus do Nilo em cavalos em Cádiz e Huelva

A Consejería de Agricultura, Ganadería, Pesca y Desarrollo Sostenible em Sevilha confirma que detectou no passado dia 10 de Agosto dois casos de Febre do Nilo Ocidental num cavalo em Jerez de La Frontera (Cádiz), e noutro na localidade de Gibraléon (Huelva).

O Vírus do Nilo Ocidental (VNO) é transmitido por aves migratórias infectadas pelo vírus e veiculado por mosquitos (género CULEX) a cavalos e humanos os quais são particularmente afectados após a sua entrada na corrente sanguínea destes hospedeiros. De seguida chega ao cérebro e medula espinhal provocando uma inflamação que pode provocar sintomas neurológicos graves potencialmente fatais, tais como mudanças comportamentais, contracturas musculares, quedas ou movimentos circulares, convulsões e incapacidade de permanecer em pé.

O vírus não se transmite de pessoa para pessoa, apenas através da picada de mosquitos infectados.

Fonte: Europa Press

Categorias: Maneio, Notícias