Clima de decisão em Ascot

Clima de decisão em Ascot

A realização do emocionante QIPCO British Champions Day é um dos pontos altos do calendário desportivo britânico e já tem data definida: 20 de Outubro, em Ascot. Todas as atenções estarão voltadas para este evento que determina o encerramento da “flat season”. As corridas vão decorrer no Ascot Racecourse, histórico circuito inaugurado em 1946 e cujo simbolismo é tal que costuma contar com a presença da família real.

Condições

Abordemos, pois, as condições do circuito de Ascot que recebe esse grande evento com uma periodicidade anual. No que à corrida em si respeita, devemos ter em atenção o tipo de terreno, a distância percorrida e a meteorologia prevista para a data do certame. Os concorrentes, claro está, terão que obedecer aos padrões de idade e peso.

Na QIPCO Ascot 2018, os cavalos percorrerão 2.414 metros, ou seja, em relva, sem obstáculos. A informação meteorológica deve ser consultada mais perto da data para maior precisão, sendo certo que esse é um factor que poderá revelar-se decisivo – importa ter ainda em conta a probabilidade de precipitação bem como a percentagem de humidade.

Histórico recente

No ano passado (2017), Hydrangea, treinada por Aidan O’Brien, montada pelo jóquei Ryan Moore, foi a vencedora neste circuito. Ao observarmos o histórico dos últimos dez anos, verificamos que o vencedor mais rápido a concluir o circuito de Ascot foi Journey (2016), com apenas 2:28.41. Dois anos depois, será que alguém ousará bater esse registo? Seal of Approval, em 2012, com um tempo de 2:39.09, foi o vencedor que mais tempo demorou a concluir o histórico circuito britânico.

Avaliação dos concorrentes

As casas de apostas lançaram as suas “odds” na segunda semana de Setembro para o dia de todas as decisões, nomeadamente para o grupo 1 que reúne as clássicas e as principais corridas de interesse internacional. Segundo as odds disponibilizadas pela Betway em 14 de Setembro, Roaring Lion (9/4), Cracksman (4/1) e Poet’s Word (4/1) são os concorrentes que figuram como principais candidatos ao top 3, embora seja importante considerar a possível intromissão de Enable (5/1). Abordemos o perfil dos cavalos que surgem como grandes candidatos à vitória final.

Roaring Lion

Roaring Lion é considerado o grande favorito à vitória em Ascot. Com três anos de idade, é treinado por John Gosden e propriedade da Qatar Racing Limited. O. Murphy é o jóquei de Roaring Lion desde Setembro de 2017, dado que deve ser tido em consideração.

Analisemos as estatísticas de correr em “Flat Turf” – tipo de terreno que encontrará em Ascot. Em nove participações neste tipo de corrida, o registo de Roaring Lion impressiona: oito presenças no pódio. Cinco vitórias, um segundo lugar e dois terceiros. O registo recente é admirável, daí que, a 14 de Setembro, as probabilidades coloquem este concorrente no topo da lista de favoritos. No mês de Outubro, antes de correr em Ascot, Roaring Lion participará no Qatar Prix de l’Arc de Triomphe, a 7 de Outubro.

Cracksman

Cracksman é também um forte candidato ao pódio e as suas estatísticas falam por si. Também treinado por John Gosden, é propriedade de Anthony Oppenheimer. Neste ano de 2018, L. Dettori foi sempre o jóquei de Cracksman. Em relva (flat turf), o seu registo é admirável: em dez corridas, terminou sete vezes no primeiro posto, duas no segundo e apenas uma no terceiro e último lugar do pódio. Tal e qual como Roaring Lion, participará no Qatar Prix de l’Arc de Triomphe.

Poet’s Word

As casas de apostas consideram que Poet’s Word tem tantas hipóteses quanto Cracksman de vencer a corrida, perfilando-se, portanto, como forte candidato ao pódio. De entre estes três concorrentes, Poet’s Word é o mais velho com 5 anos de idade e com maior experiência em relva: leva 15 corridas no seu percurso com seis vitórias e seis segundos lugares como melhores resultados.

Tal e qual como os seus adversários, passará pelo Qatar Prix de l’Arc de Triomphe antes de chegar a Ascot. Nas provas de Junho, Julho e Agosto, James Doyle foi o jóquei de Poet’s Word.

Quem alcançará a glória?

Os dados estão lançados e os três principais candidatos à glória em Ascot apresentados. Resta aguardar para percebermos quem vencerá essa QIPCO British Champions Day, salvaguardando que acompanhar a situação dos concorrentes nas próximas semanas será determinante para poder investir nessa competição com maior grau de confiança. Estar actualizado em relação à situação de cada concorrente é fulcral.

Categorias: Actualidade, Artigos