Debate aberto entre o Japão e o COI sobre os J.O. de Tóquio

Debate aberto entre o Japão e o COI sobre os J.O. de Tóquio

O avanço da pandemia no mundo e sobretudo no Japão, sede das Olimpíadas deste ano, tem gerado desconfiança por parte da população e a preocupação entre os organizadores do evento.

Perante este cenário, o ex-vice-presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) e membro honorário da entidade, Kevan Gosper, sugeriu que a Organização das Nações Unidas (ONU), pode ajudar a decidir o futuro dos Jogos, marcados para Julho.

Enquanto o governo japonês garante as Olimpíadas em Julho deste ano, o ministro do país, Taro Kono, não escondeu as suas dúvidas sobre as reais possibilidades de que os Jogos prossigam. Além disso, 80% da população japonesa é contra a realização do evento na atual data prevista, apontam pesquisas.

Sem poder contar com a vacina no Japão, o país tem registado números recordes de transmissão do coronavírus; cerca de 40% dos últimos casos de infecção e de óbitos por Covid-19 foram registados apenas no último mês.