Comunicado da Direção da SHP

Comunicado da Direção da SHP

Em relação à notícia que publicámos na passada quarta-feira (19), recebemos o seguinte comunicado da Sociedade Hípica Portuguesa que aqui transcrevemos na íntegra:

“Na passada terça feira dia 18-Ago apareceu na comunicação social um texto e uma imagem de um animal morto nas instalações da SHP.

Sendo a SHP um Clube com mais de 110 anos, o falecimento de Cavalos e o consequente legal tratamento da ocorrência já se verificou inúmeras vezes.

Em resposta à notícia, nesse mesmo dia, a Direção do Clube abriu um processo interno de investigação e apuramento de responsabilidades.

Na quinta feira dia 20 de Agosto o processo foi encerrado, ficando abaixo o resumo do que foi apurado:

• Na noite de 14 para 15 de Agosto, em resultado de um problema de saúde (cólica fatal), morreu uma égua de idade avançada, propriedade de uma Sócia da SHP.

• A égua esteve sempre devidamente acompanhada por uma Veterinária, tendo sido tratada com dignidade até ao momento da sua morte.

• Foi imediatamente acionado o protocolo existente para tratamento destas situações, de acordo com as regras da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) que consiste nos seguintes passos:

• Logo após a Veterinária declarar a morte do animal, retirar imediatamente o cadáver das instalações, afastando-o dos outros animais vivos e dos locais frequentados pelos Sócios.

• O cadáver foi prontamente transportado para os terrenos da antiga abegoaria, aliás espaço recomendado para fácil e rápido acesso do camião de recolha de cadáveres.

• Simultaneamente foram contactados os serviços de recolha de animais mortos (SIRCA), que recolhem os cadáveres nas 48h seguintes. Assim que a SIRCA disponibilizou o seu NIB, taxa de serviço foi prontamente paga pela referida sócia.

•Infelizmente, porque era Sábado dia 15 de Agosto (Feriado Nacional) e porque na segunda feira dia 17 de Agosto foi Feriado Municipal em Coruche, sede da SIRCA, a recolha só pôde ser efetuada na terça feira dia 18 de Agosto logo pela manhã.

• O que falhou: A Sócia proprietária deveria ter providenciado uma lona para cobrir o cadáver até este ser recolhido ou solicitado aos funcionários da SHP que o fizessem.

• A Sócia já foi advertida desta ocorrência, tendo endereçado à Direção um pedido de desculpas, assumindo todas as responsabilidades e reconhecendo as suas falhas no acompanhamento de todo este processo.

A SHP lamenta o sucedido e pede desculpa aos Sócios pelo constrangimento desnecessário.

Foi ainda prontamente acrescentado no procedimento interno de tratamento de cadáveres, a obrigação de cobrir os animais mortos, evitando imagens como a que apareceu na imprensa e que veio suscitar comentários com o único objetivo de denegrir o nosso clube.

Com os melhores cumprimentos
A Direção”

Categorias: Notícias, Sociedade
Tags: Cadáver, SHP