Centro Hípico de Pedras Salgadas custa 2 milhões

Centro Hípico de Pedras Salgadas custa 2 milhões

A Câmara de Vila Pouca de Aguiar anunciou esta quarta-feira o início da construção do Centro Hípico de Pedras Salgadas, um investimento de dois milhões de euros para implementar uma escola de equitação e receber concursos de saltos de obstáculos internacionais. Vila Pouca de Aguiar possui uma forte tradição hípica, tendo recebido muitas competições internacionais.

O município quer agora fazer renascer os concursos de saltos internacionais e, ao mesmo tempo, implementar uma escola de hipismo que vai funcionar durante todo o ano. “Com o investimento que estamos a efectuar vamos transformar um espaço degradado e recuperar a tradição do hipismo em Pedras Salgadas”, afirmou o presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado.

O autarca sublinhou ainda a importância de “criar riqueza e novos postos de trabalho”. O projeto visa a requalificação do Centro Hípico das Romanas, prevê a requalificação do antigo edifício de captação de águas e engarrafamento, um picadeiro, boxes, bancadas com restaurante, intervenção na casa do tratador e armazém, entre outras melhorias no recinto. Para a concretização desta iniciativa, o município assinou um contrato de cedência dos terrenos, por 25 anos, com a VMPS — Águas e Turismo, SA. Trata-se de um investimento de dois milhões de euros, comparticipado em 80% por fundos comunitários, que deverá estar concretizado em 10 meses.

O projeto insere-se no programa de ação PROVERE, iniciativa com que se pretende desenvolver o turismo termal, de lazer e ambiental em toda a região do Alto Tâmega e em que são âncora Pedras Salgadas, Vidago e Carvalhelhos.

Categorias: Notícias, Novidades