Patrik Kittel contra ciberbullying (VÍDEO)

Patrik Kittel contra ciberbullying (VÍDEO)

Amy Everett

O cavaleiro olímpico sueco Patrik Kittel publicou um vídeo no Instagram a denunciar o ciberbullying.

Kittel referiu-se ao exemplo da menina australiana Amy Everett que se suicidou no dia 3 de Janeiro por ser alvo de ciberbullying.

Amy Everett, conhecida por “Dolly”, devido aos anúncios publicitários que fazia para a empresa Akubra, na Austrália, cometeu suicídio aos 14 anos. De acordo com a família, a tragédia aconteceu por sofrer de ciberbullying.

No seu vídeo, Patrik Kittel aconselha os internautas a reflectir antes de importunarem qualquer pessoa nas redes sociais. O vídeo amplamente divulgado, faz eco dos comentários virulentos que o cavaleiro foi alvo recentemente no Facebook, após a chegada do garanhão «Sezuan 2» (campeão do mundo de cavalos novos) às suas boxes em fins de Dezembro.

A empresa para a qual Amy fazia campanhas publicitárias desde os oito anos mostrou, através da conta de Instagram, a tristeza que foi receber a notícia. “A Dolly escolheu pôr fim à vida para escapar ao bullying de que era alvo. Ela ainda nem tinha 15 anos. Pensar que alguém pode sentir-se tão sobrecarregado e que o suicídio é a sua única opção é inconcebível”.

O caso de Amy é um exemplo de como as redes sociais não devem ser utilizadas. O que é diferente no caso do ciberbullying é que pode ser constante, 24 sob 24 horas.

Categorias: Notícias, Sociedade