Lusitanos na Dressage – forte aposta na Competição

Lusitanos na Dressage – forte aposta na Competição

No seguimento dos excelentes resultados internacionais que o Cavalo Lusitano tem vindo a obter, são cada vez mais as coudelarias que direccionam elementos do seu efectivo para cavaleiros com currículo desportivo.

A Coudelaria Luís Bastos, proprietária do Garanhão Escorial (neste momento a ser trabalhado pelo cavaleiro Olímpico Carlos Pinto), decidiu entregar duas das filhas deste Garanhão ao reconhecido cavaleiro Tiago Albergaria, no propósito de testar a funcionalidade destas duas éguas Lusitanas. O objectivo é lançá-las nas pistas de Dressage, e apostar assim o seu futuro na competição.

Os dois animais em questão já provaram no modelo e andamentos (Iris – Égua de Ouro, 1.ª classificada na classe de 1 ano da Expo Égua 2014, e 1.ª classificada da classe de 2 anos do FICL 2015; India – 2.ª classificada na classe de 1 ano, e 1.ª classificada da classe de 2 anos na Expo Égua 2014 e 2015) e a partir deste momento vão confirmar esse potencial na disciplina de dressage.

O currículo desportivo de Tiago Albergaria é aliciante para um projecto desta natureza, pois apresenta os seguintes resultados: seis vezes Medalha de Ouro, três vezes medalha de prata e quatro vezes medalha de bronze da Taça de Portugal de Dressage e Campeonato de Portugal de cavalos novos de Ensino, com vários cavalos em diferentes níveis; Participou também no Campeonato do Mundo de cavalos novos em Verden na Alemanha em 2009.

Categorias: Coudelarias, Notícias