Frühmann ganha o G.P. Telefónica pela 3ª vez: João Mota em quinto

Frühmann ganha o G.P. Telefónica pela 3ª vez: João Mota em quinto

O Grande Prémio Telefónica da vigésima segunda edição do CSI4* de Casas Novas, foi ganho pelo veterano austríaco Thomas Frühmann.

Frühmann, actualmente com sessenta anos que esteve sem competir durante 18 meses, por razões de saúde, não defraudou as expectativas com o seu cavalo The Sixth Sense. O austríaco terminou as duas mãos sem desempate a 1,60m, sem penalizações e com o tempo espectacular de 45,03s, na segunda mão. É a terceira vez que Frühmann ganha o Grande Prémio de Casas Novas

A brasileira Karina Johannpeter foi segunda classificada com Dragonfly de Joter, terminou a segunda mão em 49,76s, seguida da espanhola Cristina Toda Suárez com Cashmire (50,10s). Em quarto a italiana Lucia Vizzini com Loro Piana Quinta Roo (52,74s).

Boas prestações de João Mota com Maestro St. Lois, que foi quinto classificado, sendo o melhor português no Grande Prémio. O conjunto português penalizou quatro pontos na segunda mão em 50,13s. Marina e Coltaire Z em sétimo lugar (51,54s).

Dos 47 conjuntos que saltaram o traçado composto por treze obstáculos e dezasseis esforços, 12 sem faltas passaram à segunda mão. Na segunda mão, apenas quatro conjuntos terminaram sem penalizações.