Covid-19: Jogos Olímpicos 2020 “vão ser adiados”, diz membro do COI

Covid-19: Jogos Olímpicos 2020 “vão ser adiados”, diz membro do COI

Entrevista de Dick Pound, um dos mais antigos membros do comité, ao USA Today revela decisão que deverá demorar ainda a ser oficial.

Depois do Comité Olímpico Internacional (COI) ter admitido este domingo a possibilidade de adiar os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, no Japão, um membro atual do comité garante esta segunda-feira que a decisão de adiar a prova “está tomada”.

O canadiano Dick Pound, um dos mais antigos membros do comité, diz isso mesmo numa entrevista ao USA Today, explicando que tem mesmo “informação que demonstra que o adiamento foi decidido”. As provas deveriam começar a 24 Julho, numa altura em que a própria Liga inglesa tem planos de retomar o campeonato após 1 de Junho e o mesmo se passa com vários outras modalidades a nível europeu, o que tornaria ainda mais difícil manter a data das Olimpíadas.

Desde 1978 membro do COI, o Pound admite que “os parâmetros para avançar ainda não foram determinados”, mas que a decisão está toma: “isso sei que é certo”. O anúncio deverá trazer um plano concreto sobre como será feito esse adiamento, algo que só deverá ser divulgado oficialmente “nas próximas quatro semanas”, já que as consequências “serão enormes”.

Entretanto, o Governo austríaco também já pediu um adiamento dos Jogos devido à pandemia, “em defesa da saúde dos participantes, técnicos e espetadores”, destacou o ministro do Desporto, Werner Kogler. O também vice-chanceler do executivo da Áustria destacou o “passo valente” dado pelo Canadá, que anunciou que não irá enviar qualquer atleta ao evento, marcado para de 24 de julho a 9 de agosto, uma medida desde então anunciada também pela Austrália. Ainda assim, Kogler mostrou-se confiante na capacidade do Comité Olímpico Internacional (COI) usar do “grande sentido de responsabilidade” e adiar a prova, num momento em que naquele país europeu, como em muitos outros pelo mundo, os desportistas têm os centros de treino encerrados e as condições de preparação muito condicionadas.

Já esta segunda-feira, o Comité Olímpico de Portugal admitiu que a maioria dos atletas nacionais integrados no projeto das Olimpíadas defende já o adiamento da prova – 89% são a favor dessa hipótese.