Cavaleiro João Moura detido por alegados maus tratos a animais

Cavaleiro João Moura detido por alegados maus tratos a animais

Foto : Lusa

O cavaleiro João Moura foi detido, esta quarta-feira, por suspeitas do crime de maus-tratos a animais de companhia, na sua residência em Monforte, uma vila no distrito de Portalegre. A notícia foi avançada pela Rádio Elvas.

De acordo com a agência Lusa que cita fonte policial, esta detenção, que ocorreu por volta das 08h00, acontece na sequência de uma investigação levada a cabo pela GNR. Foram apreendidos 18 cães de raça Galgo Inglês. Os animais estavam subnutridos.

O cavaleiro terá sido presente a interrogatório no Tribunal de Portalegre, tendo saído sujeito a Termo de Identidade e Residência.

O cavaleiro dedicava-se à criação de canídeos da raça Galgo Inglês, que utilizava para caça à lebre. Um veterinário foi chamado à residência do cavaleiro que atestou a o estado subnutrido dos animais, que foram posteriormente apreendidos pelos serviços municipais.

O crime de maus tratos a animais de companhia está previsto no Código Penal e é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias. Caso os maus tratos provoquem “a morte do animal, a privação de importante órgão ou membro ou a afetação grave e permanente da sua capacidade de locomoção”, a pena sobe para prisão até dois anos ou pena de multa até 240 dias.