A tradição espanhola de Ano Novo

A tradição espanhola de Ano Novo

Centenas de pessoas juntaram-se, na noite desta quarta-feira, 16 de Janeiro, na localidade de San Bartolomé de Pinares, na província espanhola de Ávila, para cumprir a tradição das Luminarias.

Nesta festa tradicional, acendem-se dezenas de grandes fogueiras nas ruas da povoação. Cavaleiros saltam depois a cavalo por cima do fogo, para que o fumo que se solta dele purifique os animais e afaste deles os maus espíritos.

Esta tradição, de origem pagã, tem como objectivo afastar dos animais os frutos do mau olhado e da feitiçaria e garantir boa saúde para o ano vindouro. A localidade tem apenas cerca de 600 habitantes – número que todos os anos sofre um decréscimo -, mas nunca a tradição sofreu um interregno. É quando o sol se põe que os homens dão início aos preparativos: os cavalos são escovados e penteados e as fogueiras são ateadas. Ao nono toque do sino da igreja de São Bartolomeu, a reunião dá início. A bênção do padre é como um tiro de partida para as dezenas de cavalos e cavaleiros que se lançam sobre a via principal da aldeia, saltando habilmente sobre as fogueiras. Os habitantes locais garantem que os animais estão habituados, já que todos os anos participam, e que nunca houve incidentes que levantassem a menor preocupação. Poucas são ainda as amazonas que se aventuram na tradição das “Luminárias”, mas a tendência é para o aumento do número de mulheres dispostas a participar.

A festa das Las Luminarias — que segundo relatos tem mais de 500 anos — recebe críticas de activistas de direitos dos animais.

Categorias: Notícias, Sociedade