Vencedores da Taça da Juventude 2015 “Cidade de Coimbra”

Vencedores da Taça da Juventude 2015 “Cidade de Coimbra”

Texto: Miguel Paiva

Em jeito de “ensaio geral” para o concurso internacional que se avizinha, o Centro Hípico de Coimbra recebeu com primorosa organização os cerca de 200 conjuntos que concorreram à Taça da Juventude – Cidade de Coimbra e ao Concurso de Saltos Nacional B.

As magníficas infra-estruturas deste clube, com uma pista de aquecimento em areia de sílica de 80×80 m e uma excecional pista de relva de 80×180 m, com pisos altamente elogiados, permitiram que o evento decorresse em condições ímpares.

Um ambiente familiar e de convívio salutar, fez recordar concursos de outros tempos. A participação de cavaleiros de renome, tais como os internacionais portugueses António Matos Almeida, Duarte Canavarro e a campeã nacional Marina Frutuoso de Melo, trouxe uma acesa competição, que em muito contribuiu para abrilhantar o certame.

João Mota, referência do hipismo nacional, que há muito não víamos por estas paragens, esteve também presente, na qualidade de treinador. A sua simpatia, aliada à grande experiência, são uma mais-valia, tanto para jovens como para cavaleiros confirmados, que têm assim o privilégio de poder contar com a sua ajuda e conselhos.

coimbrar2

No que toca às camadas jovens, o cenário foi auspicioso, com uma forte adesão de participantes.No escalão de iniciados, as irmãs Sofia e Carolina Laranjeira foram arrebatadoras. Seguindo fielmente as indicações do seu Pai e treinador Miguel Laranjeira, demonstraram um notável desembaraço e vontade de vencer, ocupando, respetivamente, o primeiro e terceiro lugares do podium, tendo Ana Abreu alcançado o segundo lugar com Upa-Upa do Paço, um animal de raça português de desporto com ferro Vicente Caldeira.

O Nabantino Vasco Escudeiro, cavaleiro de dinastia, foi o grande vencedor na classe de juvenis, conduzindo eficazmente o seu experiente O2. O segundo e terceiro lugares foram ocupados por João Costa e Maria Cirilo.Mário Monteiro, revelando já bastante maturidade, sagrou-se vencedor no escalão de juniores, com o português de desporto Apache do Rio, seguido de Luca Sousa e de Catarina Magalhães.

O Centro Hípico de Coimbra atravessa um bom momento de vitalidade, bem patente na participação de 25 conjuntos da casa, destacando-se a rentrée de Marianne Migueis que se apresentou altamente competitiva nas provas de 1,10 m, montando a rapidíssima Vistosa.

O epílogo deste agradável concurso correspondeu à disputa do Grande Prémio, que evoluiu num agradável percurso montado pelo Eng. Pedro Faria, que cada vez mais se afirma como um chefe de pista de excelência, revelando sensibilidade e sensatez.

Destacamos a participação, neste Grande Prémio, dos Conimbricenses Patrícia Ribeiro e Joel Monteiro, que não defraudaram, tendo estado ao nível do que seria expectável. Uma falta fortuita veio a afastá-los do desempate, mas a boa condução das suas montadas ficou na memória do público que enchia as bancadas.Coyal, o magnifico Português de Desporto lasão, que ostenta o ferro de Victor Frias, é um verdadeiro “concursista” e voltou a demonstrar a sua qualidade, colaborando sempre com a sua cavaleira Patrícia Ribeiro.

coimbra-3

Joel Monteiro apresentou aos Conimbricenses o mais recente reforço da sua quadra, uma vistosa égua palomina, bastante “puxada ao sangue”. Este conjunto, embora ainda pouco maduro, pode vir a dar nas vistas num futuro próximo, sendo elevada a expectativa para o Campeonato de Portugal que se disputará em breve.

Numa barrage empolgante, Maria Pontes levou a melhor, batendo por 5 segundos a campeã nacional Marina Frutuoso de Melo.

Os belos cavalos de criação nacional Divogh da Gandarinha, montado por Tiago Morais e Broadway do Cabo, montada por Duarte Canavarro, impuseram-se face aos corcéis de outras paragens, conquistando os terceiro e quarto lugares respetivamente.

Miguel Paiva

Miguel Paiva

O quinto lugar coube a Nuno Martins, com Querouef de Blondel, um poderoso animal da criação do saudoso Michel Ruel, afamado criador Francês.

O número de participantes na Taça da Juventude e a qualidade de vários cavalos de criação nacional, foram marcantes, merecendo o nosso destaque.

A dinâmica conferida pelo “sangue novo”, que constitui a atual direção deste hipódromo, mostrou resultados. O conhecimento do metier faz com que as principais preocupações sejam relativas às boas condições para cavalos e cavaleiros praticarem este apaixonante desporto.

coimbra-5

Ficamos portanto a aguardar, com expectativas elevadas, o Concurso de SaItos Internacional que terá lugar na cidade dos estudantes, nos próximos dias 2 a 5 de Julho.

Confira os resultados completos AQUI  

Categorias: Artigos, Saltos