O 98º CSIO de Lisboa, pequena nota de um aficcionado

O 98º CSIO de Lisboa, pequena nota de um aficcionado

Brigadeiro Henrique Callado

Entre 31 de Maio e 3 de Junho decorrerá na Sociedade Hípica de Portuguesa a nonagésima oitava edição do CSIO de Lisboa, que é o  concurso mais antigo do mundo que se realiza no mesmo local.

O Turf Club organizou as duas primeiras edições, em 1909 e 1910, e a SHP todas as seguintes desde 1911, apenas não se realizando nos anos de 1915, 1919, 1975, 1977, 1978, 1987, 1989 e 1990 a 1992.

Se o domínio nos Grandes Prémios foi claramente português até 1968, a partir desse ano alternaram vitoriosos cavaleiros de diversos países.

Os portugueses lograram vencer o GP por 45 vezes, sendo o inesquecível Henrique Callado o recordista de vitorias com nada menos que seis.

Manuel Malta da Costa que já havia ganho em 1967 com Alentejo vence o GP em 1979 com Ecaussevillais e nenhum português o volta a vencer no século XX. É já no segundo decénio do novo milénio, em 2012 que Luis Sabino Gonçalves por Portugal, com Império Egípcio Milton vence, repetindo com a mesma montada  a façanha em 2014 e a seguir montando Uching Império Egípcio vence esta prova em 2015. Já em 2016, João Chuva  com António, faz de novo tocar a Portuguesa.

Nas Taças das Nações Portugal vence na década de sessenta (1964 a 1966 e em 68) numa década de míticos cavaleiros, tendo integrado as equipas nestes anos: António Pimenta da Gama, Joaquim Duarte Silva, Vasco Ramires, Henrique Callado, Manuel Malta da Costa, Brito da Cruz, Jorge Mathias, Jennifer Holroyd, Eduardo Netto de Almeida, Francisco Caldeira, e volta a vencer em 1994 com Alexandre Mascarenhas de Lemos, António Vozone, Manuel Lima Garcia e Miguel Faria Leal.

Após esses anos de sucesso na Taça das Nações conseguimos ainda muito honrosos lugares de podium: cinco 2ºs lugares ( o ultimo dos quais em 2014 ex-aequo com o Brasil) e quatro 3ºs lugares.

Neste ano de 2018 o CSIO contará com 94 cavaleiros e 191 cavalos, em representação de 17 países. Portugal faz-se representar por 30 cavaleiros e 55 cavalos, contando grande parte dos consagrados e alguns estreantes. A todos desejamos os maiores sucessos. Muitos são também alguns os nomes sonantes do hipismo mundial a participar neste CSIO. Entre muitos outros, que pelo nome não percam,  poderemos ver o austríaco   Max Kühner, os belgas  Dominique Joassin  e Gilles Thomas,  os britânicos  Robert Whitaker e  Ellen Whitaker, os irlandeses Trevor Breen e Anthony Condon, o italiano Roberto Turchetto, as suecas  Jonna Ekberg e Angelie Von Essen, e  o norte-americano Andrew Ramsay.

António Godinho de Carvalho

Lista de participantes AQUI