Heritage Charlton a jóia da Coroa

Heritage Charlton a jóia da Coroa

É sem sombra de dúvida o melhor cavalo de obstáculos, dos que têm representado Portugal, num período de tempo que a memória já mal consegue abranger.

De categoria mundial e olímpica, este cavalo irlandês montado pelo cavaleiro português Miguel Bravo é notícia no mundo hípico internacional.

No recente CSIO da Bélgica classificou-se em 2º lugar no GP de Mechelen, obteve o 3º lugar na prova de Masters, 4º lugar na EC Cup e 4 pontos na Taça das Nações, o que não está ao alcance de qualquer cavalo, muito menos tendo somente 8 anos de idade, o seu palmarés em 1998 é já impressionante.

Já foram oferecidos 1 milhão de dólares (180.000 contos) pelo cavalo, porém, os proprietários irlandeses pedem 1 milhão de libras (290.000 contos). Portugal tem pois aqui um conjunto com grande margem de progressão e que se pode classificar sempre ao mais alto nível internacional podendo pois projectar o país, de imediato, para a ribalta da alta competição mundial. Devido a este facto, não é por certo pedir muito que se tomem as medidas necessárias para que não se perca este cavalo para um cavaleiro estrangeiro.Estaremos atentos, como atentos estivémos à recente entrevista concedida pelo chefe de equipe em que não houve uma simples referencia individual ao único conjunto que se classificou em provas grandes neste CSIO da Bélgica, preferindo nas suas declarações, diluir esta brilhante actuação em juízos de valor grandiloquentes, subjectivos na sua abrangência e certamente questionáveis.

Parece-nos, porém, que é de elementar justiça dar a César o que é de César, o que aqui fazemos.

108800993638charlton-jpgFoto: Miguel Bravo / Heritage Charlton

Categorias: Artigos, Saltos