Covid-19: Impacto económico no Hipismo

Covid-19: Impacto económico no Hipismo

Com as competições internacionais e nacionais canceladas, assim como o ensino da equitação e outros serviços nos Centros Hípicos, como é que isto afectará a Equitação? O impacto é significativo, tanto pelo golpe económico como pela perda de oportunidades.

Esta pandemia do Covid-19, vai conduzir-nos naturalmente para uma recessão que afectará os desportos em geral e em particular o hipismo, não só em Portugal, mas também no resto do mundo.

O cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta semana, representa também um duro golpe para a economia. Para a maioria dos desportistas a competição não pode parar pois terão que enfrentar mais um ano de preparação. No caso dos cavaleiros, terão que suportar as despesas de competir em mais eventos durante os próximos meses, além dos já realizados, para prolongar o seu percurso até aos Jogos Olímpicos em 2021.

A nível nacional o panorama não é melhor, com as comissões organizadoras a verem os seus eventos cancelados, os atletas em casa à espera de poder retomar os seus treinos e o Centros Hípicos a funcionar com serviços mínimos, alguns sem qualquer apoio das autoridades governamentais.

Apesar de Portugal ser um país pequeno em extensão territorial, não é a primeira vez que superamos uma crise grave. É necessário olhar para trás, avaliar os erros cometidos, não os repetir e adaptar as eventuais ajudas às necessidades actuais.

Categorias: Actualidade, Artigos