«Bonjour tristesse» – Horseball 2012 – Sub 16 (Actualizado)

«Bonjour tristesse» – Horseball 2012 – Sub 16 (Actualizado)

Este ano Portugal acolhe o Campeonato da Europa de Horseball 2012 – Sub 16, entre 17 e 22 de Julho. Este evento europeu de grande importância para a modalidade recebe os futuros cavaleiros/jogadores de vários países. Desta vez vão estar em competição países como a Bélgica, Espanha, França e Itália, além claro está, da própria selecção portuguesa.

 

Apesar da importância para Portugal, a imagem deste campeonato ficará definitivamente comprometida pela austeridade associada ao local escolhido para a sua realização.

Embora o concelho de Cascais possua um sem número de atractivos turísticos, no caso concreto deste Europeu, o local escolhido revela uma austeridade que vai muito além da que nos foi imposta pela Troika.

Os picadeiros e as boxes estão localizados entre a Abóboda e Outeiro da Polima, num descampado ventoso, sem uma única árvore para sombra. A sinalização é inexistente, e não dispõe de infraestruturas de apoio em quantidade suficiente para um evento desta categoria, mesmo no que respeita aos imprescindíveis estabelecimentos de restauração. As escassas instalações sanitárias móveis disponíveis, encontram-se a mais de quinhentos metros do recinto. Uma verdadeira pobreza franciscana!

Mesmo as infraestruturas disponíveis para a prática deste desporto ficam aquém do desejável, pois o vento dominante impossibilita uma boa partida de horseball. Isto para não falar no piso irregular e ao que parece pouco consistente. Aliado a tudo isto, também existem os habituais cortes de energia elétrica, que de vez em quando se encarregam de atrapalhar o desenrolar dos jogos.

Sendo este Campeonato da Europa organizado em Portugal, cabe à Federação Equestre Portuguesa a responsabilidade de ser o digno anfitrião deste evento internacional. Assim sendo, como é que a FEP e a até a própria Federação Internacional de Horseball (FIHB) querem conferir prestígio e visibilidade a um evento que tem como público pouco mais do que a família e acompanhantes das delegações? E mesmo estes, vêem-se obrigados a abandonar o recinto logo após os jogos, pois não tem condições adequadas para se reunirem e confraternizar…

Será que um Campeonato Europeu não merece ser disputado em locais que possam emprestar mais dignidade, como o Centro Hípico da Beloura, a Sociedade Hípica Portuguesa, ou mesmo a Quinta da Marinha? Será que na apresentação desta candidatura estes locais foram excluídos duma consulta prévia, pela organização deste evento? Será que a FEP ao escolher o picadeiro da Abóboda, teve em conta o melhor para a modalidade? Ou será ainda que Portugal pretende enfatizar e estender o clima de austeridade imposto pela Troika aos seus visitantes do horseball?

É caso para dizer “Bonjour tristesse”!

20/07/12