Tóquio2020: Patrik Kittel fora dos Jogos Olímpicos

Tóquio2020: Patrik Kittel fora dos Jogos Olímpicos

Patrik Kittel / Well Done. Foto (c) FEI / Liz Gregg

Patrik Kittel, o principal cavaleiro da Suécia, nº 14 do ranking mundial, retirou-se das Olimpíadas esta quinta-feira depois da sua égua, «Well Done de la Roche CMF», se ter lesionado durante os treinos em Tóquio.

Declarou Patrik sobre a sua égua Warmblood de 13 anos de idade: “Para minha tristeza, a Well Done tropeçou no treino de ontem, uma pequena lesão impede-nos de competir nos J.O. de Tóquio 2020. Estou mesmo muito triste. A Welly estará sempre em primeiro lugar. Vou agora apoiar os meus alunos e membros da equipa que têm a honra de representar a Suécia”.

Estas Olimpíadas seriam as quartas para Patrik, de 45 anos, tendo já competido pela Suécia em 2008, 2012 e 2016. Actualmente reside na Alemanha com a mulher, a australiana Lyndal Oatley, também cavaleira olímpica.

Antonia Ramel, 35 anos e Brother de Jeu, de 15 anos, cavalo castrado KWPN, foram como reserva e juntar-se-ão agora à sua irmã, Juliette Ramel, 34, e Buriel, de 15 anos, cavalo castrado KWPN, e Therese Nilshagen, 38, e Dante Weltino, de 14 anos, garanhão Oldenburg, na equipa.

Patrik e Well Done ganharam, pela Suécia, a medalha de bronze por equipas no Campeonato Europeu de 2019. O conjunto também competiu nos Jogos Equestres Mundiais de 2018 em Tryon.

A sul-africana Tanya Seymour, de 37 anos, também retirou o seu cavalo Ramoneur após ter chegado a Tóquio. Ramoneur com 19 anos de idade, era o mais velho dos 60 cavalos a competir na dressage neste J.O.

Entretanto o Lusitano «La Gesse Sultão Menezes» do cavaleiro português, Carlos Pinto (conjunto reserva) volta a ser reinspeccionado neste sábado.