Tóquio 2020: FEI confirma vagas após irregularidades

Tóquio 2020: FEI confirma vagas após irregularidades

Parque Equestre Bajikoen

A Federação Equestre Internacional (FEI) publicou as quotas das três disciplinas equestres para os J.O. Tóquio 2020, após investigações sobre irregularidades em eventos em França e Síria, assim como as violações antidoping por dois membros da equipa do Qatar. Além disso, os Jogos da capital nipónica contam com um aumento na participação de países no hipismo.

Os prémios pecuniários das provas em Damasco, acima do limite para um CSI2*, haviam sido aprovados erroneamente pela FEI. Assim a FEI cancelou uma prova de cada evento para trazer o valor total dos prémios programados para dentro do limite, mas sem nenhum impacto na classificação olímpica. Em relação a Villeneuve-Loubet (França), duas provas foram canceladas e os pontos removidos, alterando a ordem no ranking de alguns atletas.

O Sheikh Ali Al Thani e Bassem Mohammed, testaram positivo para o Carboxy-THC, um metabolito da cannabis, proibido pelas regras antidoping da FEI para cavaleiros. Esta dupla fazia parte da equipa do Qatar que participou no evento de qualificação do Grupo F, em Rabat (Marrocos), e como consequência do resultado do controlo antidoping, o Qatar perdeu a vaga de África e Médio Oriente. Entretanto Marrocos herdou a vaga para Tóquio 2020 sendo uma das três nações que debutará nas competições equestres nos Jogos Olímpicos com o Luxemburgo que se estreará no ensino (individual), e o Paquistão.

O novo formato de distribuição de vagas permitiu que mais países competissem. Nos saltos de obstáculos passou de 27 no Rio 2016 para 35 em Tóquio 2020. No ensino subiu de 25 para 30 respectivamente e no concurso completo de 24 para 30. No total, 48 países estarão representados em Tóquio, cinco a mais em relação a edição de há quatro anos.

A Letónia regressou aos saltos de obstáculos conseguindo uma vaga após 32 anos ausente dos Jogos, tendo competido pela última vez em Seul 1988. A República Checa e Hong Kong estão de volta, com as suas últimas participações em Pequim 2008. As provas hípicas irão decorrer no Parque Equestre Bajikoen e no Sea Forest Cross Country.