Oportunidades milionárias de negócio de cavalos em Vilamoura

Oportunidades milionárias de negócio de cavalos em Vilamoura

A competição é a principal atração do Vilamoura Atlantic Tour. Porém, cavaleiros e criadores aproveitam o encontro para fazerem negócio. Durante as 6 semanas do evento, há quem venha a Vilamoura de propósito adquirir cavalos.

Na conferência de impressa desta quinta-feira, no recinto do evento, António Moura, presidente da Comissão Organizadora, defendeu a ideia de que o Vilamoura Atlantic Tour é também “uma feira onde se compram e vendem cavalos, uma vez que reúne cavaleiros e cavalos de todo o mundo. Nos primeiros dias, Vilamoura recebeu cavaleiros que vieram para experimentar cavalos e acabaram por os comprar”.

Os negócios que se fazem em Vilamoura variam consoante o interesse dos cavaleiros. Os cavalos mais comercializados oscilam entre os 50 mil e os 150 mil euros.

Para o cavaleiro Luís Sabino, um “habitué” de Vilamoura, o Atlantic Tour é “uma organização a pensar no cavalo”, com todas as condições necessárias. Marlon Zanotelli, cavaleiro brasileiro aproveita a competição algarvia para preparar os seus cavalos. “Vilamoura não fica atrás de nenhum dos grandes eventos equestres da Europa”, referiu.

Com um retorno financeiro superior a 20 milhões de euros durante as 6 semanas de competição, Vilamoura quer ser no próximo ano o primeiro destino hípico da Europa.

O Atlantic Tour 2017, que teve inicio a 14 de fevereiro, termina a 2 abril, com um total de 6 semanas de competição em Vilamoura.

O concurso internacional Vilamoura Atlantic Tour 2017 tem como principais patrocinadores o Turismo de Portugal/Algarve, Câmara Municipal de Loulé, Caixa de Crédito Agrícola, Vilamoura World, Microprocessador (sistemas digitais) e Pine Cliffs.

PR

Categorias: Notícias, Sociedade