O Impacto do aquecimento do planeta em doenças animais

O Impacto do aquecimento do planeta em doenças animais

A pedido da Direcção-Geral de Alimentação do Ministério da Agricultura, um grupo de trabalho, sob a autoridade do Comité de especialistas em sanidade animal do Afssa, procedeu a uma avaliação do risco de aparecimento e desenvolvimento de enfermidades tendo em conta um eventual aquecimento climático.

A grande conclusão, avança o site informativo “Agrisalon”, é que as alterações do clima têm, provavelmente, impactos directos no funcionamento dos ecossistemas e na transmissão de doenças animais, nomeadamente através da modificação de habitat dos insectos responsáveis pela propagação de numerosas enfermidades.

Após o processo de hierarquização dos riscos, os especialistas identificaram seis doenças a supervisionar prioritariamente, tendo em conta eventuais repercussões sanitárias e económicas do seu desenvolvimento. São elas: a febre do vale do Rift; a febre de West-Nile (equinos); a leishmaniose visceral; leptospiroses; a febre catarral ovina e a peste equina.

A Afssa recomenda: um reforço da vigilância dessas doenças em todo o território francês, a activação de sistemas de alerta e a definição de planos de emergência; o desenvolvimento de investigação sobre a prevenção e o tratamentos dessas doenças e a criação de redes de competências à escala europeia para favorecer colaborações; a informação e a formação do público e dos profissionais de saúde.

Categorias: Maneio, Notícias