“Miura” vence o Grande Prémio de Portugal 2011

“Miura” vence o Grande Prémio de Portugal 2011

O Hipódromo Municipal de Cabeceiras de Basto, recebeu no Domingo, dia 21 de Agosto de 2011, o Grande Prémio de Portugal – Silver Prize.

A iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela empresa Emunibasto contou com o apoio da Liga Portuguesa de Criadores de Cavalos de Corrida e da Fundação Alter Real.

Miura da quadra Stand Vitória e montada por Filipe Vaz foi a grande vencedora da manga rainha da tarde (1.600m), o Silver Prize. Bussaco da quadra Equibastos segurou a 2ª posição e Baboso Nov da quadra Sónia Fernandes alcançou a 3ª posição. A 4ª e 5ª posição foram disputadas ao milímetro pelos dois cavalos da quadra Americo Rocha, Enea e Cineronte. Conquistou o quarto lugar Cineronte e o quinto Enea.

Além do Silver Prize de 1600 Metros, estiveram em disputa as seguintes mangas:

• Manga I – 1800 Metros – TOP PSI (Nascidos em Portugal)

• Manga II – 1800 Metros – TOP PSI (Aberto).

• Manga IV – 2000 Metros – TOP PSI (Aberto).

Na Manga I reservada a cavalos nascidos em Portugal assistiu-se a uma prova lenta, onde mais uma vez, o ritmo foi imposto por Anita da Granja que viria, sem surpresas a alcançar a vitória nesta manga. Na segunda posição ficou classificado Xeque Dancer e na terceira a debutante Cinderela. Na quarta posição uma poldra de apenas dois anos, Eva da Granja.

Special Galileo da quadra Quinta Torrente foi o vencedor na Maga II. Na segunda posição ficou Born To Win da quadra Carlos Alves seguido de Noodle da quadra Equimanos e a fechar a tabela classificativa, Perfect Wind da quadra Espectáculo.

Kilate da quadra Espectáculo, venceu nos 2000 metros (Manga IV), Isamar da quadra Paulo Gonçalves alcançou a 2ª posição seguido de Call Me Samito da Quadra Sá Ribeiro e a na quarta posição ficou Nova Run da Quadra Os Coisas Doces.

Promover as actividades equestres, nomeadamente através da realização de Corridas de Cavalos no hipódromo municipal, tem sido uma das aposta da Autarquia Cabeceirense que tem vindo a investir neste sector equestre por considerar que representa uma mais valia para o concelho, seja na vertente turística, seja na vertente cultural e económica.

Categorias: Corridas, Notícias