Londres pode sediar Olimpíada deste ano se coronavírus forçar transferência

Londres pode sediar Olimpíada deste ano se coronavírus forçar transferência

Londres estaria disposta a sediar a Olimpíada de 2020 se o surto de coronavírus forçar uma transferência de Tóquio, disse Shaun Bailey, candidato do Partido Conservador para as eleições municipais de Londres em 2020.

O coronavírus, que é semelhante à gripe e já matou mais de 2 mil pessoas na China e infectou mais de 74 mil globalmente, está tendo um grande impacto no calendário desportivo da Ásia – vários eventos foram cancelados e adiados.

Como os Jogos de Tóquio devem começar a 24 de julho, os organizadores montaram um “task-force” para coordenarem-se com as autoridades de saúde pública a respeito desta epidemia. O Comité Olímpico Internacional (COI) afirma que foi informado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que ainda não é o momento de acionar planos de contingência para cancelar ou transferir os Jogos.

No Japão, centenas de pessoas foram infectadas pelo vírus e já houve duas mortes no navio de cruzeiro Diamond Princess, ancorado no porto de Yokohama, o que provocou o receio de que o maior evento desportivo do mundo possa não acontecer.

Bailey disse que Londres está bem preparada para assumir o compromisso se Tóquio precisar, e fez um apelo para que COI considere a cidade uma alternativa.

“Londres pode sediar a #Olimpíada em 2020”, escreveu no Twitter. “Dado o transtorno atual causado pelo surto de coronavírus, faço um apelo para o Comité Olímpico considerar seriamente como Londres pode sediar a Olimpíada caso surja a necessidade”, afirmou num comunicado.

“Temos a infraestrutura e a experiência, e se eu for eleito farei com que Londres fique pronta para sediar novamente a maior celebração desportiva, se formos convocados em caso de necessidade.”

A eleição municipal londrina deve acontecer em 7 de maio, e Bailey aparece nas sondagens atrás do atual autarca, Sadiq Khan.

Fonte: Reuters