Herpes Vírus Equino: FEI Medidas e Regras a cumprir para o regresso às competições

Herpes Vírus Equino: FEI Medidas e Regras a cumprir para o regresso às competições

Como é do conhecimento geral a proibição dos concursos imposta pela FEI termina no dia 12 de abril. De forma a garantir a máxima segurança e impedir a disseminação adicional do Herpes Vírus Equino (EHV-1), a FEI elaborou uma lista de medidas. Todos os concursos internacionais no continente europeu devem cumprir estas medidas para serem autorizados. A FEI faz uma subdivisão na lista de medidas. Existem medidas para a preparação do local do concurso, medidas a tomar antes do início da competição, verificação dos cavaleiros e cavalos à chegada ao local, requisitos para o local em si, regras para a partida do local do concurso e algumas regras legais.

Preparação do local (exemplos)

– O local deve ter um plano de isolamento e um plano para conter possíveis surtos de infeções.

– Regras para instalar os cavalos: Tráfego unidirecional nos corredores, boa ventilação, cavalos que viajaram no mesmo transporte devem ser instalados juntos, etc.

– Boxes com Biossegurança: Estas boxes não devem ter qualquer contacto com as boxes de não isolamento sob quaisquer circunstâncias, deverá ser nomeado um veterinário para monitorizar essa situação, as pessoas que entram nas boxes de isolamento não devem entrar em contacto com as boxes não isoladas sob qualquer circunstância …

E assim por diante

Antes da competição (exemplos)

– Teste de PCR negativo para EHV-1 necessário para competições onde os cavalos permanecem durante a noite e onde mais de 400 cavalos estão alojados

– Teste de PCR negativo para EHV-1 para todos os cavalos que foram transportados de avião e que, em seguida, participam numa competição organizada pela FEI etc.

Chegada ao local (exemplos)

– O exame é feito fora das boxes e é organizado de tal forma que os cavalos não entrem em contacto com outros cavalos

– Os exames podem ser feitos nas boxes se as chegadas dos diferentes transportes estiverem suficientemente espaçadas

E assim por diante

O local em si (exemplos)

– A temperatura dos cavalos deve ser medida duas vezes por dia pelo cavaleiro ou tratador e deve ser registada e apresentada no lado de fora de cada boxe.

– Se for uma competição que ocorre em semanas consecutivas, os cavalos que ficam no local devem fazer um teste de PCR negativo todas as segundas-feiras

– Acesso às boxes limitado apenas ao pessoal. Apenas é permitido o pessoal essencial.

Para a partida do local (exemplos)

– O microchip e passaporte devem ser digitalizados à partida para facilitar a localização dos cavalos em caso de possível surto

Regras legais

– Possibilidade do Secretário-Geral da FEI cancelar imediatamente as competições se ocorrer um surto

E assim por diante

Estes são apenas alguns exemplos. Clique aqui para ver uma versão completa.

Fonte: FEI

Categorias: Maneio, Notícias