Golegã acolheu a primeira enchente do São Martinho

Golegã acolheu a primeira enchente do São Martinho

João Bento / Israel. Foto (c) Nuno Matos

Neste sábado foram centenas de pessoas que se deslocaram ao Largo do Arneiro para assistirem às provas equestres, comprar uma samarra ou um capote, provar água-pé e castanhas, passear de charrete ou montar a cavalo, ou apenas, para rever amigos. É assim a Feira da Golegã.

Mas não só, pois do programa também constam outras actividades. Esta tarde foi inaugurada, no Equuspolis, uma exposição de fotografia de Frédérique Lavergne intitulada “Atmosphere”. Frequentadora assídua da Feira e apaixonada por Lusitanos, esta artista francesa ficou impressionada com a maneira como povo português monta a cavalo. Traduziu o seu sentimento primeiro através de pintura e escultura, e agora também através da fotografia. Esta mostra de 25 trabalhos, patente até 31 de Dezembro, tenta mostrar a ambiência que a autora sentiu na Golegã durante as várias edições da Expoégua e da Feira Nacional do Cavalo.

Logo depois foi inaugurada uma exposição de pintura de Sabine Marciniak intitulada “Tentações Ribatejanas”, patente durante a Feira no nº 69, da rua D. Afonso Henriques. Esta artista tem um traço muito característico que merece ser apreciado, quer retrate um toiro no campo, um cavalo a trote ou uma eguada na lezíria. Também ela é apaixonada pela Golegã e pela sua atmosfera única.

Quanto a provas equestres decorreu o Concurso Nacional Especial de Saltos de Obstáculos, a Taça de Portugal de TREC – Prova de Orientação, a Taça de Portugal de Equitação de Trabalho – Prova de Maneabilidade, o Concurso de Atrelagem Nacional (CAN 2*)  – Prova de Maratona e o Concurso Nacional Especial de Saltos de Obstáculos – Potência (Prova das 6 barras) III Troféu Pedro Faria.

Resultados – 3 de Novembro AQUI

PROGRAMA