Duelo de Titãs na Taça do Mundo de Dressage – Isabell versus Anky…

Duelo de Titãs na Taça do Mundo de Dressage – Isabell versus Anky…

Uma das pistas com um nível de exigência mais elevada de sempre é a de 23ª Final da Taça do Mundo em ‘s-Hertogenbosch’. Uma plateia de 6500 espectadores assistiu ontem à luta renhida pela vitória entre Isabell Werth e Anky van Grunsven. A primeira batalha foi só metade da guerra e na primeira reprise de Grande Prémio, a vencedora foi Isabell Werth.

Três elementos do júri viram por oito vezes Anky van Grunsven sair vencedora da Taça do Mundo, sendo dois a favor de Isabell Werth. A Presidente do júri, a australiana Mary Seefried fez toda a diferença dos 3% que separaram as duas. Seefried explicou: “Nós, o júri, estávamos divididos nas decisões. Para mim, hoje a Isabell não cometeu quaisquer erros, enquanto que a Anky teve pequenos erros e não fez a paragem final. Isso também é penalizado em submissão.”

Isabell Werth estava deveras feliz com o seu enorme alazão, Warum Nicht FRH, que não estava assustadiço como às vezes ele pode ser. “Fiquei muito contente que “Hannes” estivesse concentrado no seu trabalho. Só duas ou três hesitações por causa de umas sombras no chão.” Disse contentemente.

Anky teve uns sentimentos agri-doces. “Senti o IPS Salinero maravilhoso na pista de aquecimento, mas na prova esteve por vezes tenso. Quando tentei relaxá-lo um bocadinho antes do trote médio, ele deu dois passos em trote. Por outro lado, as piruetas foram fantásticas, bem como a passage. Espero que no Sábado já tenha acalmado um bocadinho.”

Imke Schellekens-Bartels terminou em terceiro. O trote médio de Hunter Douglas Sunrise foi maravilhoso. No entanto ela também passou por momentos de tensão, disse Imke. “Hoje esteve um bocado de barulho aqui à volta. Espero que a minha maravilhosa música da Prova Livre o ajude a relaxar no Sábado.”

O melhor resultado não europeu veio da americana Courtney King. Idocus, o garanhão de 18 anos de Christine McCarthy, demonstrou estar em grande forma. Leve e elegante, sem resistências, garantiu o 7º lugar. Courtney King competiu na Europa em Outubro e em Novembro passado, por isso já sabia o que esperar. A sua compatriota Jane Hannigan competiu pela primeira vez na Europa e ficou no “7º céu”. “Este foi um caminho e uma experiência inacreditável para mim. Mal posso esperar para dizer a toda a gente lá em casa o que é que eles podem aprender ao competir aqui.” disse Jane.

Quem fez uma das suas melhores provas de sempre foi o polaco Michal Rapcewicz, com a pontuação de 67,667%, a qual lhe deu a 10ª posição. “Muito mais ainda está para vir quando o cavalo se acalmar um bocadinho na pista, e o Michal será capaz de o deixar ir.” explicou o seu treinador Peter Spahn.

Resultados (27.03.08)

Final da FEI Taça do Mundo 2008
CDI-W Hertogenbosch – Holanda

Reprise do Grande Prémio

1º Isabell Werth (Alemanha) – Warum Nicht FRH – 75.08%
2º Anky van Grunsven (Holanda) – Salinero – 74.75%
3º Imke Schellekens-Bartels (Holanda) – Sunrise – 73.46%
4º Kyra Kyrklund (Finlândia) – Max – 72.04%
5º Nathalie Zu Saeyn Wittgenstein (Dinamarca) – Digby – 70.67%
6º Jan Brink (Suécia) – Bjorsells Briar – 70.50%
7º Courtney King (EUA) – Idocus – 70.13%
8º Laurens van Lieren (Holanda) – Hexagon's Ollright – 70.04%
9º Andreas Helgstrand (Dinamarca) – Gredstedsgards Casmir – 69.71%
10º Jeroen Devroe (Bélgica) – Paganini – 67.75%
11º Michal Rapcewicz (Polónia) – Randon – 67.67%
12º Louise Nathhorst (Suécia) – Isidor – 67.63
13º Jane Hannigan (EUA) – Maksymilian – 67.38
14º Anders Dahl (Dinamarca) – Afrikka – 67.17
15º Rozzie Ryan (Austrália) – Donna Carrera – 65.50

Categorias: Dressage, Notícias