Criadores satisfeitos com hipótese de lançamento de hipódromos

Criadores satisfeitos com hipótese de lançamento de hipódromos

Segundo a Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida, este negócio beneficiaria a construção civil, a agricultura para a alimentação de cavalos e até o turismo, para além da criação de novos postos de trabalho.

A Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida ficou muito satisfeita com a possibilidade de o Governo lançar concursos públicos para hipódromos onde possam ser feitas apostas com corridas de cavalos.

Em declarações à TSF, o presidente desta Liga explicou que a construção de hipódromos para estes fins beneficiaria a construção civil e a agricultura para alimentar cavalos, bem como poderia resultar na criação de novos postos de trabalho.

Ricardo Carvalho lembrou ainda que o turismo, que já está em alta, poderia também ser um setor que ficaria a ganhar, já que não só as pessoas viriam ver as corridas e os cavalos, como também cavalos seriam traziam do estrangeiro para correr em Portugal.

Este responsável garante ainda que há muitas empresas interessadas em apostar neste negócio, mas reconhece que os vários hipódromos existentes no país são pequenos e não têm condições para provas internacionais.

Para evitar a construção de hipódromos que poderiam depois ficar vazios, Ricardo Carvalho sugere que sejam feitas apostas no estrangeiro durante cinco anos e que essas apostas dêem origem à criação de um fundo.

Desse fundo, acrescentou o presidente da Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida, sairia uma percentagem para a construção de hipódromos e para a criação de cavalos.

«Passados cinco anos, esse fundo teria dinheiro para construir um hipódromo», garantiu Ricardo Carvalho, que entende que esta proposta poderia levar à criação de três grandes hipódromos no país, um no norte, outro no centro e outro no sul.

Categorias: Corridas, Notícias