Criadores do Puro Sangue Lusitano já podem exportar para Arábia Saudita

Criadores do Puro Sangue Lusitano já podem exportar para Arábia Saudita

Os criadores portugueses de cavalos já podem exportar para a Arábia Saudita e estão em curso as negociações com mais seis países, como a Índia e a China, anunciou o Ministério da Agricultura no dia 14 de Agosto.

Os criadores nacionais de cavalos podem, a partir de agora, exportar para a Arábia Saudita. Trata-se de um importante mercado, junto do qual Portugal manifestou interesse em 2018, tendo o processo ficado agora concluído, apenas um ano após o início das negociações”, avançou, em comunicado, o Governo.

Com a Arábia Saudita, sobe para 58 o número de mercados abertos pelo executivo, que viabilizam a exportação de 227 produtos, 172 dos quais de origem animal e 55 de origem vegetal.

Este mercado junta-se ao de El Salvador e ao da Malásia, para os quais os criadores portugueses de cavalos já podiam exportar.

Por outro lado, estão em curso as negociações com mais seis países, entre os quais Índia e China.

“Para dar início às operações de exportação para países terceiros é geralmente necessário estabelecer as condições e requisitos sanitários com as autoridades competentes dos países de destino”, indicou o ministério tutelado por Capoulas Santos.