Ativistas antitouradas invadem arena e são agredidos em Albufeira

Ativistas antitouradas invadem arena e são agredidos em Albufeira

Na última quinta-feira, uma tourada em Albufeira foi interrompida por ativistas dos direitos dos animais, que invadiram a arena em protesto. Os ativistas acabaram detidos pela GNR, mas continuaram a ser agredidos mesmo depois de já estarem algemados.

Na passada quinta-feira, dia 9 de agosto, o pânico instalou-se numa corrida de touros em Albufeira. A arena foi invadida por ativistas dos direitos dos animais, tendo a tourada sido interrompida imediatamente.

“Stop torture”; “Stop bullfight”; “Love animals” e “Tourist boycott”. Estas foram as palavras que os três ativistas escreveram no peito e nas costas, em defesa dos direitos dos animais. Entre os indivíduos responsáveis por esta ação estavam dois portugueses, Artur Nascimento e Hélder Silva, e um holandês, Peter Janssen, ativista do Vegan Strike Group.

Peter Janssen já fez cerca de 40 ações de protesto desde 2015, nas quais interrompeu touradas em vários países.

Hélder Milheiro
, porta-voz da Federação Portuguesa de Tauromaquia, fez saber que os ativistas que invadiram a arena têm o hábito de “provocar distúrbios e apresentar-se como vítimas”.

“É um grupo sediado em Espanha pago por fundos internacionais de origem desconhecida e que se dedica a ações deste tipo”, afirma. ” Lamentamos qualquer excesso que tenha acontecido. Mas não vou colocar aqui de repente estes mercenários internacionais como pequenas vítimas. Trata-se de uma ação provocatória e atentatória aos direitos dos outros cidadãos, conclui o porta-voz.

Categorias: Notícias, Tauromaquia