Agradecimento a toda comunidade Equestre | Resiliência e civismo

Agradecimento a toda comunidade Equestre | Resiliência e civismo

Continuamos a viver dias de luta contra a pandemia e consequentemente também dias de incerteza, de receios e de resiliência. Este isolamento voluntário que nos remete às nossas casas e nos subtrai o convívio, deixou-nos também sem o nosso contacto mais directo com esta paixão comum: o Desporto Equestre.

Transcremos a mensagem de Bruno Alfredo Pinto Rente, Presidente da FEP.

“Agradecimento a toda comunidade Equestre | Resiliência e civismo

Em nome da FEP, escrevo para reiterar e lembrar nossa responsabilidade, tanto como comunidade quanto como indivíduos, em face desta pandemia global.

No ano passado, a Covid-19 testou a nossa resiliência, os nossos sistemas de saúde e o nosso dever cívico e, infelizmente, continuará a fazê-lo nos próximos meses.

E embora agora haja luz ao fundo do túnel com a recente aprovação das várias vacinas altamente eficazes e seguras, ainda há muito trabalho a ser realizado até que um número adequado de pessoas possa ser vacinado para controlar esta pandemia.

Para o nosso Desporto as limitações até ao momento não são drásticas, para isso é fundamental não “baixarmos a guarda” prematuramente.

Até agora, mostrámos a nossa força e sentido de dever como comunidade. Temos de continuar nesta linha para que o Desporto Equestre se continue a praticar, contribuindo para que a subsistência de uns e os sonhos de outros possam ser protegidos.

Não é uma tarefa fácil e devemos estar orgulhosos de tudo o que conquistámos até agora. Por isso, quero expressar minha gratidão à comunidade Equestre por abraçar todas as medidas de mitigação e trabalhar consistentemente para o desenvolvimento equestre, apesar das circunstâncias incrivelmente desafiadoras.

Tudo isto ainda ganha uma dimensão maior porque as medidas decretadas pelo Estado podem ter diferentes interpretações, mas nós temos demonstrado um grande dever cívico. Bem hajam

Tanto a formação como a competição são condições vitais no Desporto e, nós fomos cumprindo todos os requisitos para manter não só estes vectores activos como também tornando nossos eventos equestres seguros.

A FEP permanecerá totalmente focada desenvolvendo todos os esforços para que o Desporto Equestre continue sendo praticado, bem como em promover e garantir a segurança de todos nossos Atletas, Clubes e competições.

Assim, e não obstante da possibilidade de poder haver outras interpretações, bem como diferentes avaliações por parte dos Clubes sobre a forma como entendem ser mais útil a sua acção para o controlo desta pandemia, entendemos como orientações para o período que agora se inicia, o seguinte:

1- Apenas é permitida a realização de Competições de enquadramento dos escalões de sénior;
2- Podem realizar-se competições internacionais;
3- É permitida a atividade de treino. Neste contexto, os praticantes têm de ser portadores de Licença Desportiva válida, pela FEP, para a época 2021, e os treinadores portadores do Título Profissional de Treinador de Desporto;
4- Os clubes filiados na FEP podem estar abertos para que os praticantes possam dar continuidade ao processo de treino, e para que os seus treinadores e restantes profissionais possam exercer a sua atividade profissional relacionada com o bem-estar Animal;

A nossa responsabilidade social supera em muito os nossos objetivos profissionais e desportivos – mas eles não são incompatíveis. Demonstramos isso no passado, em que os Clubes e Comissões Organizadoras levaram a cabo actividades formativas e eventos de grande Qualidade, aplicando rigorosamente todas as regras e respeitando as restrições locais e as diretrizes tanto da DGS como da FEI – Federação Equestre Internacional.

Recentemente, todos nós ouvimos relatos alarmantes de não conformidade em todas as áreas da vida. Qualquer que seja a função que cada um de nós desempenhe no mundo equestre, não deixemos nosso comportamento resultar numa mancha para o Desporto Equestre.

Não há espaço para complacência, devemos permanecer firmes. Usar máscara, manter distanciamento social, evitar reuniões em grupo sempre que possível e lavar as mãos com frequência, e incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. As ações de cada indivíduo e de cada comunidade afectarão o resultado final e o cronograma desta pandemia. É essencial mantermos a União em nossa determinação de reduzir a transmissão e disseminação da Covid-19.
De igual modo devemos manter reserva na utilização das redes sociais.

Essa é uma responsabilidade que todos temos e devemos abraçá-la de todo o coração.

Fora do contexto Desportivo, o dever cívico de recolhimento domiciliário deverá pautar o novo período de contenção em que agora entramos, a bem da Saúde e Vida de todos, devendo, cada um, respeitar aquilo que é a regra e não procurar as excepções em seu benefício individual.

Obrigado pela compreensão e compromisso para com os outros e com o Desporto Equestre
Mantemo-nos atentos a novas recomendações e orientação por parte das Autoridades.

Fiquem bem”

Categorias: Nacional, Notícias