A raça Suffolk Punch pode ser salvo da extinção no Reino Unido

A raça Suffolk Punch pode ser salvo da extinção no Reino Unido

Uma das raças de cavalos mais raras da Grã-Bretanha pode ser salva da extinção depois de os cientistas terem feito nascer um poldro com o sexo pré-selecionado.

Durante muito tempo, a raça Suffolk Punch foi associada à indústria agrícola britânica, mas a industrialização da agricultura fez com que o número do Suffolk Punch diminuíssem. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, atualmente, existem apenas 72 no Reino Unido – e menos de 300 em todo o mundo.

Enquanto os criadores lutam para salvar o raro cavalo, 19 poldros e 15 poldras nasceram na Grã-Bretanha no ano passado, mas são necessárias mais “éguas para ampliar o efectivo reprodutivo”, de acordo com o jornal britânico The Telegraph.

Agora, segundo o britânico The Week, nasceu um poldro com o sexo pré-determinado pelos cientistas. Acredita-se que este “marco” seja a primeira vez que um cavalo nasceu no Reino Unido depois de o seu sexo ter sido escolhido pelos cientistas.

O nascimento único foi resultado da “inseminação usando a tecnologia de criação de equinos”, fornecida pelo laboratório e quinta Stallion AI Services, sediado em Shropshire, que se uniu a outros criadores, cientistas e académicos do projeto.

“Pela primeira vez em raças raras, os espermatozóides” femininos “foram selecionados, dando 96% de hipóteses de nascer uma poldra”, de acordo com a Horse & Hound.

A égua selecionada engravidou à segunda tentativa de inseminação e deu à luz a sua primeira cria na quinta-feira. “A poldra, que ainda não tem um nome, e a mãe, Euston Ruby, estão bem”, segundo o The Telegraph.

O fundador da Stallion AI, Tullis Matson, disse que mudar o equilíbrio de género dos poldros do Suffolk Punch em apenas 10% por ano pode fazer uma “enorme diferença” para a raça, que está “à beira da extinção”.

“O que estas tecnologia pode fazer por todas as raças raras é excelente”, disse Matson. “Felizmente, esta pode ser uma forma de impedir que essas raças desapareçam.”