Tributo ao Hostil

Tributo ao Hostil

Anky van Grunsven / Hostil. Fotos (c) Aurélio Grilo.

Texto: Rodrigo Almeida.

O reprodutor de mérito Hostil foi um dos últimos cavalos ensinado pelo Dr. Guilherme Borba a nível de “Grande Prémio”. Pela maestria do seu nível de ensino, foi o cavalo escolhido em 2001, para ser apresentado pela Campeã Olímpica Mundial de ensino, Anky van Grunsven, no decurso do Festival Internacional do Cavalo Lusitano. Quem assistiu ficou marcado pela emoção do momento. Anky apresentou-se vestida à portuguesa e interpretou o Hostil de forma divinal!

Através dos seus 225 descendentes Lusitanos inscritos, o Hostil revela a sua importância para a raça Lusitana, na perpetuação das suas qualidades.

Neste tributo ao Hostil, após a sua morte em final de Março deste ano, com 28 anos, a Equisport tentou reunir alguns testemunhos e informação sobre o Hostil.

Em Novembro de 2014, o Hostil aparecia enquanto o melhor garanhão Lusitano do World Breeding Federation for Sport Horses (WBFSH). Segundo o Ranking de Garanhões de Dressage da WBFSH, o garanhão Hostil encontrava-se entre os 50 melhores garanhões do mundo, ocupando a 34ª posição com 3195 pontos.

Em Novembro de 2012, segundo o mesmo Ranking da WBFSH, o garanhão Hostil ocupava a 42ª posição (2263 pontos).

Paulo Vidigal:

Falar do Hostil é recuar a um almoço com o saudoso Guilherme Borba, há 30 anos. Neste almoço, o Guilherme anuncia com segurança, a intenção de criar cavalos mais poderosos, com mais mecânica, mais dirigidos ao desporto! Recordo as horas infindáveis de vídeos de Reiner Klimke, das discussões bem dirigidas sobre o warmblood e o futuro PSL! O Hostil nasce destas conversas coloquiais e cumpre o sonho do seu criador. Em poldro, já revelava a diferença; galope com definição perfeita dos 3 tempos e um tónus muscular invulgar, transportavam os mais de cem kg do cavaleiro, sem a menor dificuldade. Era um pouco distraído no princípio, mas revelava talento nas primeiras abordagens de passagens de mão e piaffer. Tinha uma inacreditável resistência à fadiga, suportava o que era impossível aos outros, mantendo o ritmo, a cadência e a frescura de um atleta. Um MUTANTE, pelas palavras de Guilherme Borba. Foi na realidade uma “mudança” na Raça. Sou conhecido como adepto do cavalo Luso Warmblood (LW), pela minha paixão pelo desporto, procuro o melhor de dois “planetas”…. foi com uma filha do Hostil que comecei . Está com 22 anos, parece uma jovem! Obrigado GUILHERME BORBA obrigado HOSTIL.

 


Francisco Cancella de Abreu:

O Hostil é mais um êxito da seleção do Dr. Guilherme Borba, no caminho que desenhou para a modernização e otimização do cavalo Lusitano. Descende de cavalos que o Guilherme usou e recomendou com máximo êxito, tais como o Firme (Andrade), ou o Formoso que criou. Ambos foram submetidos à máxima testagem da época, a tauromaquia. Só conheci o Hostil quando já estava ensinado. Em duas ou três ocasiões, montado pelo Guilherme e na apresentação comentada que a campeã olímpica Anky van Grunsven realizou e onde traduzi em direto, durante um festival internacional do Cavalo Lusitano em Lisboa. O Hostil era sobretudo um cavalo sólido e robusto, exatamente adequado ao peso do cavaleiro. Creio que não chegava a ter 1,65m de altura, mas crescia debaixo do cavaleiro, o que absorvia o 1.88m do cavaleiro. Embora nunca tivesse passado pela competição de dressage, estava absolutamente confirmado em todos os exercícios de Grande Prémio que executava com notável correção, embora sem a amplitude necessária à competição atual. Não era naturalmente elástico, e a sua descendência, maioritariamente de bom temperamento, é um misto de alguns cavalos extremamente rígidos, uma maioria com bom equilíbrio entre força e elasticidade, e alguns fenómenos de capacidade atlética ganhadores em provas internacionais. Possivelmente o mais prolífero de todos os garanhões, na direção desportiva. Continua a poder considerar-se um reprodutor de elite, pelo que conseguiu transmitir aos seus netos, e onde devo realçar o Horizonte da coudelaria António Barreira (Rico x Lépida) que considero um lusitano capaz de estar na final de um campeonato do Mundo de cavalos novos.

Confira a Tabela de Mérito – APSL AQUI


Tabela Descendência – Pontuação