S.O.: Saiba quem são os Campeões Nacionais 2012

S.O.: Saiba quem são os Campeões Nacionais 2012

Marina Frutuoso de Melo / Coltaire Z

Terminados os Campeonatos Nacionais de Saltos de Obstáculos da Juventude e de Seniores, tendo como palco o Hipódromo da Sociedade Hípica Portuguesa, em Lisboa, deve destacar-se o esforço levado a cabo pela Direcção deste Clube por esta organização.

As provas, decorreram de forma magnífica merecendo um aplauso de todos porém, é possível constatar-se que a separação dos Campeonatos da Juventude e de Seniores, talvez apresente um figurino mais consensual, centrando-se de forma mais equilibrada as atenções que cada escalão etário merece, ou seja o da juventude e o de seniores!

Na Juventude e especificamente nos Iniciados, há algo que não nos deixa de surpreender que é o escasso número de participantes no campeonato, sendo no entanto este facto uma constante nos concursos de saltos de obstáculos.

Fazemos esta afirmação porque sendo nestas idades que se encontra a canteira de cavaleiros para cada disciplina, é difícil de entender que o número de participantes não seja muito superior, pois quando assistimos a provas de escolas e outras, com diferenças mínimas de dificuldade para as estabelecidas nos campeonatos deste escalão repletas de participantes. O número de clubes, de escolas e formadores de equitação credenciados estão vertiginosamente em crescendo e por outro lado o leque de cavalos aptos a efetuar este tipo de provas pode encontrar-se de forma muito mais fácil… do que para outras de dificuldade acrescida ou com altura superior.

Porque não pensar no cavalo Lusitano, hoje em dia profusamente utilizado com êxito desportivo noutras disciplinas e que pelo seu caracter pode servir de forma muito útil e racional no início de cavaleiros à competição de obstáculos?Esta raça nacional já demonstrou que pode cumprir “generosamente” a sua função na iniciação à competição de saltos obstáculos neste escalão! Fica aqui este alerta aos treinadores, clubes e sobretudo aos criadores de cavalos Puro Sangue Lusitano !

Sábado e Domingo disputaram-se as finais destes campeonatos e nos Iniciados, que teve na 1ª jornada a participação de 15 conjuntos, sagrou-se Campeã Carlota Carvalhaes Garcia com “Upa Upa do Paço” (filha de peixes sabe nadar!!), tarefa que não foi facilitada  em virtude da luta oferecida pelos outros concorrentes, sendo de destacar que à final chegaram 5 conjuntos sem faltas e outros três com apenas quatro pontos.

Tudo dependeu desta interessante final e que prova!  O Vice-Campeão seria Alexandre Cavaleiro da Silva montando a “Shakira CS”, para o terceiro lugar do pódio vir a pertencer a Simão Mesquita em “Harmonie du Baybel”, no entanto será de referir que Simão Silva Santos, Miguel Harper Athayde e Raquel Ribeiro viram escapar-se entre os dedos um dos lugares no pódio!

Nos Pré-Juvenis, uma categoria introduzida, no ano transato, no Regulamento da FEP para estes campeonatos, tal como os Pré-Juniores, o título de Campeão coube a Jose Matos Orfão em “Hidalgo d’Ines”, após renhida barrage com José Filipe Neto Rebelo com “Conti”,e como tal, Vice-Campeão. Subiria ao pódio do terceiro lugar FranciscoVaz Pontes com “O2”.

Os Juvenis estiveram marcados pelo infortúnio de algumas quedas, sendo a de maior gravidade a de Diana Pereira Coutinho, que mereceu internamento hospitalar, mas que segundo informações recentes parece encontrar-se em recuperação e sem qualquer lesão grave. Esperamos assim para breve o retorno às pistas de concurso desta combativa cavaleira.A Campeã desta categoria seria merecidamente Maria Teresa Teixeira que montou “Lambada XVIII”, que se viu muito pressionada por Nuno Tiago Gomes em “Picasso” e que seriam os Vice-Campeões a apenas 1 ponto da vencedora.

Para o terceiro lugar do pódio, houve necessidade de recorrer a uma barrage entre Sofia Guedes Alves e Laura Ribeiro, porém a sorte também não esteve do seu lado e acabariam por sofrer uma queda, pelo que acabariam em terceiras ex-aequo!

O campeonato de Pré-Juniores onde encontrámos uma série de candidatos à equipe de “Juvenis” que nos representará no Campeonato da Europa deste escalão a disputar na Áustria, bem como outros preparando a sua transição ao campeonato de juniores do próximo ano, já se apresentou bem diferente em termos de pontuação final dos conjuntos. Assim, o Titulo de Campeã coube a Margarida Pontes com “Qahina la Bergere” com 14 pontos finais, para Constança Almeida Fernandes com “Romy I” terminar como Vice-Campeã com 18 pontos enquanto Francisco Castro Garcia e “Santana 0595” terminariam na terceira posição, apenas a dois pontos de diferença da 2ª classificada.

Nos Juniores, onde se encontravam todos os candidatos à equipa nacional para a equipa do Campeonato da Europa, sagrou-se Campeão Nacional Alexandre Mascarenhas montando “Pantaro” que com segurança absoluta foi o único cavaleiro júnior a terminar sem faltas este campeonato, sabendo suportar a forte pressão dos seus adversários mais diretos, pelo que mereceu esta vitória.

O título de Vice-Campeão seria discutido em desempate ao cronómetro entre João Pedro Gomes com “Electra S” que esteve muito correto na monte e preciso nas suas intervenções em todas as provas e João Simões Duarte com “Thorsaire vd Rechi”que se apresentaram em plena forma, sendo igualmente de destacar a segurança em pista deste já experiente cavaleiro!

Coube a João Simões Duarte entrar em primeiro no desempate, optando por uma estratégia de colocar alta a fasquia, realizando o seu percurso em franco galope voltas curtas, mas surgindo um derrube no último obstáculo! Ficavam assim muito complicadas as coisas para João Pedro Gomes, que demonstrando grande frieza, optou por assegurar um percurso sem faltas, o que viria a conseguir, sendo portanto Vice-Campeão enquanto Simões Duarte seria terceiro.

Nos Jovens Cavaleiros com um número muito escasso de participantes, foi Campeão Ivo Carvalho em “Corrabe” que soube gerir muito bem esta Final, demonstrando toda a sua experiência em competição, num momento em que Tiago Cavaco em “Lucky Lord” se apresentava folgado em termos pontuais, mas que o infortúnio acabaria por relegar para Vice-Campeão. Pedro Ribeiro Teles com “Valco” esteve irrepreensível, mas igualmente não teve a sorte do seu lado, terminando em terceiro no pódio!

Por fim, apenas referimos que seria possivelmente de algum (ou mesmo muito) interesse que a FEP efectuasse uma revisão no regulamento destes campeonatos, nomeadamente nas alturas e características das provas de juvenis, juniores e jovens cavaleiros, aproximando-as do modelo e altura que se podem encontrar nas competições internacionais destes escalões, nomeadamente no Campeonato da Europa.

Não se trata de tornar inacessíveis os campeonatos nacionais aos cavaleiros destes escalões, mas sim procurar de forma mais correta a verdade desportiva, pois existe sempre a possibilidade de participação nos escalões intermédios, ou sejam Pré -Juvenis e Pré-Juniores, os quais julgamos terem sido criados nesse sentido.

MARINA FRUTUOSO DE MELO HEXACAMPEÃ NACIONAL 2012

Marina Frutuoso de Melo tornou-se a primeira amazona a vencer por seis vezes o Campeonato de Portugal do Cavaleiro de Obstáculos, depois do ouro alcançado em 2003, 2004, 2007, 2009, 2010 e por quatro vezes com Coltaire Z. Luís Sabino Gonçalves, vencedor em 2011, conquistou a medalha de prata com Imperio Egípcio Milton e a medalha de bronze foi para Ivan Camargo que montou Calimero of Colors.

Em síntese foi um campeonato muito disputado onde desde a primeira classificativa, os três vencedores lutaram de início ao fim, taco a taco o apuramento do campeão nacional.

Categorias: Artigos, Saltos