Por que razão se considera o hipismo um desporto elitista?

Por que razão se considera o hipismo um desporto elitista?

Foto: (c) Walter "CheToba" De Boever

Muitas pessoas consideram que o hipismo é um desporto caro, exclusivo para atletas com altos rendimentos. Mas a que se deve esta suposição? Será verdade o argumento de que o hipismo é um desporto elitista?

A realidade é que a equitação é uma disciplina desportiva que requer um bom investimento comparativamente com outros desportos, muito conveniente para combinar com Betway apostas desportivas e ganhar com um investimento mínimo nas corridas. Abaixo estão algumas razões pelas quais a equitação é considerada uma prática desportiva para pessoas endinheiradas.

INVESTIMENTO INICIAL NA EQUITAÇÃO

Todo o desporto exige um investimento inicial, mas à medida que aumenta o desempenho e a competitividade, há que continuar a investir. Um cavaleiro iniciado não vai pagar o mesmo preço que outro mais experiente, habituado a participar em competições.

Há várias opções no mundo da equitação, os que estão começando, os que desfrutam da disciplina por lazer, os que veem a disciplina como forma de entretenimento para apostar nas corridas em casas de apostas como a Betway, e aqueles que escolhem este desporto como uma profissão competitiva.

EXPECTATIVAS SOBRE O HIPISMO

Um cavaleiro deve definir o que espera e o que quer no mundo do desporto equestre para ter uma ideia de como desfrutar do cavalo, tendo em conta as suas limitações e capacidade económica. As pessoas que vislumbram esta disciplina a nível profissional devem investir num centro de treino e preparação.

Foto (c) Tatiana Twinslol

Muitas escolas ensinam os jovens a montar a cavalo a preços diferentes, tudo depende do prestígio do centro hípico e dos seus recursos. Uma aula de uma hora pode custar mais de 20 euros, e com o equipamento essencial para aprender e praticar a modalidade pode gastar um pouco mais de 100 euros. Estes preços são semelhantes aos montantes investidos noutros desportos, e por isso é um mito a ideia de que a equitação é um desporto para gente rica.

AQUISIÇÃO DE UM CAVALO

Com o tempo as pessoas aprendem a gostar desta disciplina, desfrutando montar a cavalo durante horas. Os cavaleiros habituam-se a cuidar e a manter o cavalo, desenvolvendo uma simbiose afectiva entre ambos. O mais provável é que decidam adquirir seu próprio cavalo, e isto requer já dinheiro.

Este passo provoca um grande aumento nas despesas, pois há que pagar a box, manutenção, desparasitação, ferrador, vacinas, assistência veterinária, etc… Sem dúvida, despesas elevadas que representam mudanças na rotina económica ou no orçamento em geral.

COMPETIÇÕES

Para participar em competições os cavaleiros devem aumentar os gastos, estes dependerão do nível do evento e do sucesso alcançado. À medida que se consegue um melhor rendimento aumentam as exigências da disciplina.

A equitação é um desporto magnífico que vale a pena desfrutar porque proporciona momentos agradáveis e uma grande satisfação pessoal. Os cavaleiros devem decidir até onde querem chegar levando em conta as suas limitações e o orçamento disponível.

Para concluir, a equitação faz bem à saúde, não é um desporto elitista, nem é mais dispendioso do que as outras disciplinas, só devemos desfrutá-lo de acordo com os nossos fins, meios e recursos.

Categorias: Actualidade, Artigos