Hipismo conquistou a 1ª medalha para Portugal, em 1924

Hipismo conquistou a 1ª medalha para Portugal, em 1924

A primeira medalha portuguesa em Jogos Olímpicos foi conquistada em Paris, no distante ano de 1924, quando a selecção nacional de hipismo saiu da capital francesa com o bronze, na «Taça das Nações», prova por equipas de saltos de obstáculos.  A estreia de Portugal nos pódios dos Jogos Olímpicos foi através da equipa formada pelos oficiais de cavalaria, Aníbal Borges de Almeida, montando “Reginald” (5º); Hélder de Sousa Martins, montando “Avro” (12º); José Mouzinho de Albuquerque, montando “Hebraico” (16º) e D. Luís Cardoso de Menezes (Margaride), montando “Profond” (21º) que na prova de obstáculos somou 53 pontos de penalização, ficando atrás da Suíça com 50, e da Suécia, que venceu com 42,5 pontos..

Aníbal Borges de Almeida, que montou o cavalo “Reginald”, foi mesmo quinto na prova individual, com 12 pontos de penalização, ficando apenas com mais dois pontos que o terceiro classificado.Em Paris, quem ficou de fora da pontuação para a medalha de bronze foi Luís Cardoso de Menezes que, montando o cavalo “Profond”, não foi além do 21º posto.Além da histórica primeira medalha, na capital francesa, Portugal ao somar a terceira presença em Jogos Olímpicos dobrou o número de atletas em relação a Antuérpia 1920, 28 atletas contra 14, assumindo-se já como uma delegação com outra dimensão.

Doze anos depois, o hipismo luso viria a conquistar nova medalha de bronze nos Jogos Olímpicos, outra vez na prova de saltos de obstáculos, desta vez em Berlim 1936, novamente com uma equipa formada por oficiais de cavalaria e em que se destacou José Beltrão.

Com o cavalo “Biscuit”, Beltrão obteve o sexto lugar individual, ficando apenas com mais quatro pontos da medalha de bronze individual.

No total de equipas, Portugal, com Beltrão, Domingos Sousa Coutinho, em “Marie Blanc”, e Luis Mena e Silva, em “Faussette”, perfaz 56 pontos de penalização, mais 12 e 4,50 do que a Alemanha (prata) e Holanda (ouro).

Mena e Silva voltou a fazer parte da equipa lusa em Londres 1948 (as XII e XIII Olimpíadas, que deveriam ter-se realizado em 1940 e 1944, foram anuladas, devido à II Guerra Mundial), naquela que foi a última medalha do hipismo português em Jogos Olímpicos.Com Fernando Pães e Francisco Valadas, além de Mena e Silva, Portugal conseguiu novo terceiro lugar, desta vez na prova de Ensino.

Desde a participação na capital londrina, Portugal nunca mais conseguiu chegar ao pódio no hipismo, estando perto de nova medalha de bronze em Helsinquia 1952 (quarto lugar) e Tóquio 1964 (quinto).

Curiosidades

• Aníbal Borges de Almeida é o mais jovem olímpico português a ser medalhado. Tinha 18 anos

• Hélder de Sousa Martins, que integrou a representação portuguesa em 1924, é o segundo mais novo, com 19 anos, a conquistar uma medalha

• António Borges de Almeida montou o cavalo “Reginald” e alcançou o 5.º lugar individual (12 pontos de penalização)

• Hélder de Sousa Martins em “Avro” foi 12.º com 19 pontos de penalização

• José Mouzinho de Albuquerque em “Hebraico” foi 16.º (22 pontos de penalização)

• Portugal não ficou longe da medalha de prata, galardão que acabou nas mãos dos cavaleiros suíços.

Categorias: Actualidade, Artigos