Fatores de risco na recorrência de cólica

Texto: Dr. Henrique Cruz

Um grupo de investigadores da Universidade de Liverpool (Reino Unido) publicou recentemente um estudo bastante interessante em que avaliaram determinados fatores de risco considerados responsáveis para a recorrência de episódios de cólica em cavalos.Apesar de muitos casos de cólica ocorrerem como episódios isolados, sabe-se que uma vez ocorrido um episódio de cólica, existe predisposição para esse animal voltar a sofrer de mais episódios. Isto define-se como recorrência de cólica. A recorrência de cólica é um fenómeno que ocorre com alguma frequência na população geral de equinos, contudo existe pouca evidência sobre quais os fatores que colocam os cavalos num risco maior de sofrer um novo episódio de cólica.

O objectivo deste estudo foi quantificar os fatores de risco variáveis e não variáveis ao longo do tempo implicados em casos de cólicas tratados por médicos veterinários de primeira opinião no noroeste de Inglaterra. No questionário inicial foram recrutados 127 cavalos subsequentemente a um primeiro episódio de cólica, contudo apenas 59 casos mantiveram os critérios exigidos pelos investigadores para serem incluídos no estudo. Estes incluíam informação sobre os últimos 30 dias antes do primeiro episódio de cólica e seguimento/acompanhamento do caso através de contacto telefónico com o proprietário cada 4 meses após o episódio inicial. Foram usados 177 cavalos como grupo de controlo para comparação dos resultados.

Os resultados revelaram que cavalos com comportamentos estereotipados de morder madeira e engolir ar ou de birra de urso tinham um risco aumentado de sofrer recorrência de cólica. Por outro lado, o aumento de tempo passado em regime de pastagem reduzia o risco de recorrência de cólica. Notou-se tambem uma interação significativa sugerindo que o risco associado ao comportamento estereotipado poderia ser modificado pela administração de frutos e vegetais. No entanto os autores do estudo salientaram que é necessário conduzir mais investigação nesta área antes de poder dar recomendações sobre práticas alimentares neste tipo de casos.As principais conclusões deste estudo foram que o acesso à pastagem pode ser um meio importante para reduzir o risco de recorrência de cólica e que a identificação de indivíduos com comportamentos estereotipados destaca casos com maior risco de recorrência de cólica, sobre os quais deverão ser implementadas estratégias de prevenção (cuidados com dieta, acesso a pastagem, controlo parasitário e tratamento dentário).
 
Fonte: Management and horse-level risk factors for recurrent colic in the UK general equine practice population C. E. SCANTLEBURY, D. C. ARCHER, C. J. PROUDMAN and G. L. PINCHBECK. Equine Veterinary Journal 2014 ISSN 0425-1644 DOI: 10.1111/evj.12276

2014.11.17

Categorias: Artigos, Veterinária