Doença Degenerativa Articular

Dr. Carlos Rosa Santos

Uma vez diagnosticada a Doença Degenerativa Articular deve-se instituir de imediato um tratamento em que se pretende diminuir a inflamação dos tecidos moles e a dor, a restauração da viscosidade do fluido articular e a prevenção ou retardamento da degenerescência articular.

O descanso do animal, embora não seja uma forma muito popular de tratamento junto dos cavaleiros e proprietários é sempre de recomendar.

A fisioterapia normalmente englobando frio ou calor, a ferração correctiva e as massagens são úteis, mas por vezes só por si insuficientes.

1251743790image6

Foto: ARTICULAÇÃO SAUDÁVEL

Os AINS ou anti-inflamatórios não esteróides são o grupo de medicamentos mais utilizados nesta situação.Porém, é de salientar eu não tem qualquer efeito nos enzimas com efeitos destruidores que se encontram na articulação.Quando usados exclusivamente, os AINS podem causar a destruição da articulação devido ao facto de reduzirem a dor o que faz com que o animal utilize a articulação doente sem a tentar proteger (claudicação). Por este facto, estes medicamentos são utilizados em conjunto com outros tipos de terapia.Os medicamentos anti-inflamatórios mais potentes são os corticosteróides e que tem sido usado e abusado das mais variadas maneiras. A sua utilização intra-articular reduz rapidamente a inflamação e diminui a dor, o inchaço e o calor e reduz a presença de enzimas e radicais livres intra-articulares. A sua repetida utilização pode ser mais prejudicial do que benéfica.Por outro lado, podem ser utilizados conjuntamente com o Ácido Hialurónico (AH) e os Glicoaminoglicans (GAG). Estes condroprotectores ou protectores de cartilagem têm uma acção importante na manutenção da função articular normal e na preservação da cartilagem saudável. O AH existe naturalmente em qualquer articulação lubrificando os tecidos moles e formando uma barreira contra a invasão de material estranho à articulação.Inibem a produção de enzimas e radicais livres indesejáveis e ajuda na reposição da resistência normal do líquido sinovial. Por fim, estimula os sinoviocitos (células articulares) a produzirem mais AH. Toda esta actividade faz com que a articulação lesionada retorne ao seu estado normal.

1251743790image6
Foto: ARTICULAÇÃO INFLAMADA

O Ácido Hialurónico e tão utilizado nas situações agudas ou crónicas mas é evidente que actua melhor nos casos em que ainda não está instalada uma lesão grave. Estudos clínicos efectuados demonstram que a utilização endovenosa de AH pode ser útil em determinados casos mas a sua acção mais efectiva é na utilização intrarticular.

O GAG tem provado que diminui a inflamação, reduz o calor e a tumefacção, estimula a produção de AH, melhora a lubrificação articular e estimula a cicatrização cartilagénia. Pode ser injectado directamente na articulação ou por via intramuscular.Por fim não podemos deixar de mencionar a utilização por via oral de glicosaminas, sulfatos de controitina e colagénio hidrolisado. Todos eles são sem dúvida uma grande ajuda prevenção ou pelo menos no retardamento da degenerescência articular.

Os processos artríticos dos equinos são um processo patológico complicado e progressivo.

A utilização de animais jovens para além das suas capacidades normalmente acoplada a uma pré-disposição genética e a um maneio nutricional pouco racional contribui para o aumento de casos desta patologia.É pois evidente que o diagnóstico precoce fará a diferença entre uma longa e proveitosa carreira para o seu cavalo e uma curta e dolorosa.

As articulações de um cavalo devem ser por si examinadas semanalmente e sempre que alguma suspeita de anormalidade surja, deverá ouvir a opinião de um médico veterinário.

Qualquer alteração do movimento normal do animal deve ser anotado e investigado pois quanto mais cedo este for tratado mais cedo poderá voltar a ser utilizado.

Categorias: Artigos, Veterinária