Dica do Mês: À noite o cavalo também precisa de alimento

Dica do Mês: À noite o cavalo também precisa de alimento

Texto: Dr. Henrique Cruz
Cartoon: Pedro Dória

Pensar ou assumir que durante a noite um cavalo não precisa de comer porque está a dormir é errado e pode ser contraproducente.No estado selvagem os cavalos evoluíram como presas. Estes animais dormem por períodos curtos, mas frequentes. Vivendo em manadas, podem revezar-se por turnos. Enquanto uns dormem, outros permanecem alertas e vigilantes contra os ataques dos seus predadores. Por esta razão os cavalos não dormem por períodos prolongados como outros animais ou os humanos. Os cavalos passam a maior parte do tempo acordados e em movimento. Um cavalo adulto dorme cerca de 2 a 3 horas por dia, sendo este total constituído pelo somatório de várias sestas de 15 a 20 minutos cada uma, ao longo do dia e da noite.

Outro aspecto importante e que deve ser tomado em consideração é que o sistema digestivo dos cavalos está configurado para processar os alimentos continuamente. Os cavalos evoluíram a alimentar-se “gota-a-gota”; quer-se com isto dizer que os cavalos no estado natural, em pastagem, comem devagar, mas estão continuamente a comer. De facto, estima-se que um cavalo passe 16 a 18 horas do dia a mastigar erva. Para o sistema digestivo dum cavalo funcionar correctamente, o animal deverá estar a pastar quase que continuamente. Este funcionamento adequado previne distúrbios como úlceras e cólicas. A domesticação dos equídeos causou-lhes algumas alterações importantes e uma delas foi de facto os hábitos alimentares. Com o aumento das necessidades calóricas, imposto pelo aumento do trabalho e exercício físico, os cavalos passaram a comer rações mais ricas e energéticas, de assimilação mais rápida e com menor esforço masticatório. Como consequência, surgiu uma tendência para dar aos equídeos mais alimento concentrado em detrimento do acesso à pastagem ou forragem.Alimentar um cavalo de acordo com os seus instintos e necessidades fisiológicas implica que eles tenham sempre forragem disponível a qualquer hora do dia ou da noite.

A solução é simples: ao final do dia deve deixar-se uma quantidade suficiente de feno na boxe do cavalo de modo a que de manha o animal ainda tenha algum feno de sobra; de igual modo o animal deve ter sempre feno à disposição durante o dia. Muitas vezes os cavalos adquirem vícios como dar coices ou bater na porta da boxe, simplesmente porque se acabou o feno e têm fome. Mesmo quando os animais aguardam pacientemente pela hora da refeição, podem estar em desconforto devido à acumulação de ácido no estômago vazio. Além do desconforto físico, a ausência de forragem também pode causar stress mental com consequências várias.

De modo a diminuir o desconforto do seu cavalo e manter uma digestão saudável deve providenciar feno à descrição 24 horas por dia. Tal como no estado selvagem, em que a pastagem nunca acaba, o animal aprende a regular a ingestão de feno de acordo com as suas necessidades.Entenda-se que estas indicações e sugestões são feitas para cavalos saudáveis. Além disso o maneio deve ser adequado à condição física e quantidade de trabalho que o cavalo executa diariamente. Tal como não é natural deixar um cavalo sem comer durante a noite, também não é natural manter um cavalo parado numa boxe 22 ou 23 horas por dia. Tal como foi dito acima, os cavalos no estado natural passam a maior parte do tempo a comer e a deslocarem-se.

Tente providenciar ao seu cavalo, um maneio o mais natural e fisiológico possível.

Categorias: Artigos, Maneio & Técnica