Comunicação entre bactéria no intestino e células melhora o desempenho do cavalo

Comunicação entre bactéria no intestino e células melhora o desempenho do cavalo

A comunicação das bactérias dos intestinos dos cavalos com as mitocôndrias, com recurso a sinais químicos, ajuda a gerir melhor os níveis de energia e aumenta o desempenho físico dos animais. “Estamos entre os primeiros a demonstrar que certos tipos de bactérias intestinais equinas produzem sinais químicos que comunicam com as mitocôndrias nas células dos cavalos que regulam e geram energia (…) Acreditamos que os metabólitos – pequenas moléculas criadas na divisão de moléculas maiores para comida ou crescimento – produzidos por estas bactérias têm o efeito de atrasar os baixos níveis de açúcar no sangue e inflamação das células, o que, por sua vez, melhora a performance atlética do cavalo”, explica Eric Barrey, que liderou o estudo do Instituto Nacional de Investigação para Agricultura, Alimentação e Ambiente em França.

A comunidade científica tem prestado mais atenção às mitocôndrias, genericamente os elementos responsáveis pela produção de energia nas células, acreditando-se que haja uma ligação entre uma disfunção nestes elementos e os microbiomas encontrados nos intestinos.

Para este estudo, os investigadores analisaram amostras de sangue retiradas de 20 cavalos saudáveis antes e depois de uma corrida de oito horas de elevada exigência. Nuria March, que também assina o estudo, revela que “estas amostras deram informações sobre os sinais químicos e a expressão de genes específicos, que é o processo pelo qual o ADN é convertido em instruções para produzir proteínas ou outras moléculas. Para perceber a composição dos metabólitos das bactérias intestinais, obtivemos amostras fecais no início da corrida”, cita o EurekAlert. Os genes que foram ativados estão ligados a atividades nas células que as ajudam a adaptar o metabolismo energético, conclui o estudo.

Os cientistas revelam que as mitocôndrias têm origem em bactérias, o que pode ajudar a perceber esta linha de comunicação. “Manipular as bactérias intestinais com suplementos probióticos e prebióticos para alimentar as boas bactérias pode ser uma forma de melhorar a saúde e o equilíbrio dos microbiomas e dos cavalos, para assegurar uma maior resistência”, afirma March.

Categorias: Artigos, Veterinária