Rio 2016: Rodrigo Pessoa reagiu mal ao saber que é reserva

Rio 2016: Rodrigo Pessoa reagiu mal ao saber que é reserva

O campeão do mundo Rodrigo Pessoa reagiu mal ao saber que será reserva da equipa de saltos do hipismo brasileiro na Olimpíada e gerou polémica com as suas palavras,

as mais fortes delas dadas em entrevista à revista francesa “Stud for Life”, na qual criticou o seu compatriota Stephan Barcha.

“Estou surpreendido que foi convocado um jovem atleta que saltou apenas quatro GPs de cinco estrelas no seu percurso desportivo”, disse o experiente atleta de 43 anos, detentor de três medalhas olímpicas (ouro individual em Atenas 2004 e bronze por equipas em Atlanta 1996 e Sydney 2000) à publicação ao comentar sobre sua condição de reserva.

Barcha, que está na Holanda na fase final de preparação para a Olimpíada e que chegará para a cerimónia de abertura, no dia 5 de Agosto, não entende a posição de Pessoa de “não concordar” com a posição de reserva nos Jogos Olímpicos.

Barcha que disputa a sua primeira Olimpíada, também recusou qualquer julgamento sobre à reacção do campeão olímpico que foi porta-bandeira da delegação brasileira em Londres 2012.

“Todos gostaríamos de ter o Rodrigo na luta pelas medalhas, mas não cabe a mim concordar ou não [com a postura dele], o que posso dizer é que o Rodrigo com a sua experiência sabe o que é melhor para ele. Para a equipa brasileira ele é importante em qualquer posição.”

Pessoa tinha escolhido o cavalo Jordan II para disputar esta Olimpíada, mas o mesmo sofreu uma lesão numa das patas no início deste ano. A partir daí, Rodrigo trabalhou com duas opções, Status e Ferro Chin, mas depois acabou por escolher a égua Cadjanine. Na avaliação do tecnico norte-americano Morris, o conjunto está abaixo dos convocados.  

Além de Barcha e Doda, a equipa brasileira de saltos terá como titulares Eduardo Menezes, de 36 anos, e Pedro Veniss, de 33 anos. Assim como Pessoa, Felipe Amaral, de 25 anos, é reserva.