Início do Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos

Início do Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos

Na próxima segunda-feira, dia 25 de Abril, o Hipódromo Municipal da Maia, localizado em Silva Escura, vai receber a primeira prova do Campeonato Nacional de Trote e Galope, numa organização do Centro Equestre da Maia e Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida (LPCPCC).

Com início às 15 horas, em competição irão estar mais de 40 cavalos e respetivos jockeys, em cinco provas de elevado nível competitivo, sendo duas destinadas ao Galope e três ao Trote Atrelado.

TROTE E GALOPE

Para quem assiste pela primeira vez, convém saber que o Galope é uma modalidade onde o jockey corre montado diretamente no cavalo, sendo sua função conduzir e utilizar táticas que lhe permitam “fintar” os adversários e chegar à final em primeiro lugar. Em muitas provas não é raro estarem dois ou três cavalos a cortarem a linha de meta, tendo os júris de pista que recorrer ao “Photofinish” para sagrar o vencedor.

A partida que é dada de forma automática através do “Starting Gate”, equipamento único em Portugal, à semelhança de outros países, reflete de uma forma mais justa toda a componente desportiva.

No não menos empolgante Trote Atrelado, o cavalo é atrelado a uma estrutura muito leve de duas rodas onde se senta o jockey que através dos arreios conduz o cavalo. A velocidade e a perícia, bem como a estratégia são fundamentais para vencer.

500 MILHÕES DE ADEPTOS

De salientar que apesar de em Portugal estas modalidades ainda estarem pouco desenvolvidas, em todo o mundo, existem mais de 500 milhões de adeptos (mais do que no futebol) que não perdem as principais provas da modalidade. Noutros países a emoção corre também fora de pistas com as Apostas Hípicas que brevemente serão introduzidas em Portugal.

Todos os equinos em competição são registados, é conhecedora as suas origens e são vistos por veterinários antes da competição. Todas as provas são “auditadas” pela LPCPCC, que é filiada nas mais importantes Associações e Federações do sector.

INDÚSTRIA IMPORTANTE

Acrescente-se a título de exemplo, que esta modalidade em França é a segunda maior indústria, logo a seguir à do automóvel. Na Irlanda esta constitui a mias importante fonte de receitas do país.

O ambiente é equestre e familiar com entrada gratuita. Razões suficientes para passar uma tarde diferente, numa bonita zona verde e onde existe Bar de apoio.

Categorias: Corridas, Notícias