Feira Nacional do Cavalo 2017: «Homero» Campeão dos Campeões

Feira Nacional do Cavalo 2017: «Homero» Campeão dos Campeões

João Duarte Rafael / Homero (Omega x Aldegalega por Napolitano). Foto (c) Aurélio Grilo.

No Sábado (11), foram conhecidos os campeões de raça da Feira de S. Martinho, XLII Feira Nacional do Cavalo e da XIX Feira Internacional do Cavalo Lusitano. Os títulos foram entregues no picadeiro central, perante milhares de pessoas que enchiam por completo o Largo do Arneiro.

O cavalo “Homero” (Omega x Aldegalega por Napolitano) de 5 anos do criador Dr. José Correia Leite e propriedade da Yeguada Las Fuente Cilhas, é o grande vencedor da Feira Nacional do Cavalo 2017 na raça lusitana

Nas raças selectas, o campeão foi “Jamal-F”, um Português Desporto de 3 anos, do criador Casa Agricola Vitor Frias e propriedade de Flora Energética Lda.

 

Foto (c) Nuno Matos FNC 2017

O dia ficou marcado pela visita da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, ou não fosse a Golegã um polo turístico cada vez mais importante no panorama nacional e internacional. Prova disso é a grande enchente que a vila Capital do Cavalo regista neste fim-de-semana, não só de portugueses, mas também de gente vinda de outras paragens para apreciar e negociar os mais belos exemplares da raça lusitana.

A governante foi recebida na rotunda do Cavalo e depois seguiu em carro de cavalos conduzido pelo anfitrião José Veiga Maltez, presidente da Câmara Municipal da Golegã, integrando o cortejo dos Romeiros de São Martinho. Depois da bênção em frente à Igreja Matriz, Ana Mendes Godinho e restante comitiva visitaram algumas coudelarias presentes no Arneiro da Feira.

A seguir ao almoço oficial, o presidente da Câmara Municipal da Golegã explicou o motivo do convite a Ana Mendes Godinho para visitar a feira da Golegã: “Queremos que o turismo equestre seja cada vez mais importante. Queremos um turismo em quantidade e de qualidade, por isso convidamos a Secretária de Estado do Turismo para nos conhecer e ajudar”.

Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo também lançou o repto à responsável pelo Turismo: “Elaboramos em conjunto com a ANTE um plano estratégico para o turismo equestre, para aplicar no terreno, e era bom que ele se concretizasse. Precisamos da sua ajuda para chegar aos mercados internacionais”.

A Secretária de Estado do Turismo ouviu com atenção e mostrou-se em sintonia com Veiga Maltez e Ceia da Silva: “Temos um turismo fidelizado. Portugal é o destino certo para novas experiências. Há muita procura. Temos autenticidade com criatividade e isso deslumbra os turistas. Já não procuram apenas o sol e praia. Somos o país europeu que regista maior crescimento no sector porque temos uma actividade sustentável ao longo de todo o ano. Essa tem sido a nossa preocupação”.

Por outro lado, prometeu ajudar a desenvolver o turismo equestre: “A primeira pessoa que me bateu à porta a dizer que o turismo equestre é fundamental para Portugal está aqui ao meu lado. Assumimos que será estratégico para os próximos dez anos. E por isso, no âmbito do programa Valorizar, destinado a desenvolver o turismo no interior, está lá o turismo equestre. Estão já 150 projectos aprovados. Precisamos de parceiros porque o turismo equestre é uma alavanca muito séria. Contem comigo para vos ajudar”.

Ainda na tarde de sábado foi apresentado o livro “A Arte Equestre Portuguesa – Património Cultural”, de Ana Rita Gonçalves. A obra, segundo Bruno Caseirão, resulta de uma tese de mestrado “inovadora que nunca foi escrita neste âmbito da gestão cultural”. Existe um património equestre único e no livro podemos descobrir o que se pode fazer para não perder este legado ou qual será a evolução do cavalo lusitano.

Para Veiga Maltez, o livro irá enriquecer e clarificar algumas situações relacionadas com a riqueza do nosso património cultural e equestre.

Por seu lado, a autora mostrou-se agradada com a presença de tantas personalidades ligadas ao mundo equestre e aproveitou para sugerir que se escrevam mais livros sobre o assunto para salvaguardar este património que é intrínseco à nossa identidade cultural.

No que diz respeito a provas, decorreram as meias-finais da Taça de Portugal de Horseball e a 2ª mão da Final do Campeonato Combinado de Maratona.

Depois da cerimónia de entrega de prémios teve lugar uma emotiva homenagem a José da Cunha Pereira Palha, frequentador assíduo da Feira da Golegã. Já perto da hora de jantar foram entregues os Prémios Golegã – Distinção à Excelência Equestre, atribuídos a todos os campeões nacionais de 2017 nas mais variadas disciplinas sob a égide da Federação Equestre Portuguesa.

A fechar a noite de sábado, ouviu-se fado no Arneiro da Feira, num tributo a João Ferreira Rosa, com a fadista Isabel Costa de Sousa, acompanhada por Luís Petisca, Jaime Santos e Francisco Gaspar. Por último, tiveram lugar as habituais cavalhadas.

Horseball Quinta da Figueira. Foto (c) Nuno Matos

A final da Taça de Portugal de Horseball encerrou neste domingo o programa da Feira de São Martinho. O Horseball Quinta da Figueira venceu a equipa da Quinta de Santo António por 8-4, juntando assim a Taça ao título de Campeão Nacional Sénior.

Apesar de não estarem marcadas outras actividades equestres para este domingo, o Arneiro da Feira voltou a encher e cavaleiros e amazonas aproveitaram o sol de Novembro para se despedirem da Feira da Golegã.

Agora, há que começar a preparar a edição de 2018 e certamente que se irão registar algumas novidades para melhorar a segurança, quer de pessoas, quer de cavalos, de forma a beneficiar o mais importante certame equestre nacional.

Resultados – Lusitano e Raças Selectas AQUI

Resultados – Atrelagem AQUI