CSIO3* Lisboa: Espanha dominou a Taça das Nações Furusiyya FEI

CSIO3* Lisboa: Espanha dominou a Taça das Nações Furusiyya FEI

A Espanha conquistou nesta sexta-feira à noite, pelo segundo ano consecutivo, a Taça das Nações Furusiyya FEI, (2ª Divisão) que decorreu no Hipódromo do Campo Grande, integrada no 96º CSIO de Lisboa. Portugal partilhou o 2º lugar com a Grã Bretanha.

A equipa espanhola liderada, por Marco Fuster, terminou a prova com um total 4 pontos. A formação espanhola foi constituída por Manuel Fernandez Saro (U Watch) (4/4), Paola Amilibia (Notre Star de la Nutria) (0/0), Sergio Alvarez Moya (Arrayan) (0/8) e Eduardo Alvarez Aznar (Fidux) (0/0).

A equipa portuguesa, formada por António Matos Almeida (Nikel de Presle) (0/E), Duarte Seabra (Fernhill Curra Quinn) (5/4), Luís Sabino Gonçalves (Filou Imperio Egipcio) (8/4) e Mário Wilson Fernandes (Saltho de La Roque) (0/0), liderada por Francisco Louro, partilhou o segundo lugar com a Grã Bretanha, com 13 pontos. O resultado final conseguido pela equipa portuguesa promoveu Portugal ao quinto lugar da tabela da segunda divisão da Liga Europeia, enquanto a Espanha mantém-se em primeiro lugar seguida da Ucrânia e da Polónia.

Mais uma excelente prestação do cavaleiro português, Mário Wilson Fernandes, desta vez com Saltho de la Roque, ao conseguir uma prova com duplos percursos sem faltas. Foi o melhor conjunto português nesta Taça das Nações pelo segundo ano consecutivo (Abanderado MZ).

O traçado desenhado pelo chefe de pista português Bernardo Costa Cabral considerado acessível, foi composto por 12 obstáculos e 15 esforços. Quatro conjuntos alcançaram duplos percursos sem faltas foram eles, os espanhóis Paola Amilibia (Notre Star de la Nutria) e Eduardo Alvarez Aznar (Fidux), o britânico Tim Wilks (Quelbora Merze) e o português Mário Wilson Fernandes (Saltho de la Roque).

Má sorte para o Brasil, representado por Adir Abreu Junior (Cula Lou V), Andre Freire (Brownboy) (Andre Freire), Andre Reichmann (Elle de Laubry) e Felipe Ramos Guinato (Zenzero), que foi eliminado na primeira mão.

Resultados:

1º. Espanha 4 pontos: U Watch (Manuel Fernandez Saro) 4/4, Notre Star de la Nutria (Paolo Amilibia) 0/0, Arrayan (Sergio Alvarez Moya) 0/8, Fidux (Eduardo Alvarez Aznar) 0/0.

2º. Portugal 13 pontos: Nikel de Presley (Antonio Matos Almeida) 0/Elim, Fernhill Curra Quinn (Duarte Seabra) 5/4, Filou Imperio Egipcio (Luis Sabino Conclaves) 8/4, Saltho de la Roque (Mario Wilson Fernandes) 0/0.

2º. Grã Bretanha 13 pontos: Blazer B (Anna Edwards) 4/1, Jonti (Laura Robinson) 4/8, Quelbora Merze (Tim Wilks) 0/0, Dassler (Louise Saywell) 0/17.

4º. Bélgica 23 pontos : Best of Opus Dei Z (Dominique Joassin) 4/1, Gentlemen v Veldhof (Koen de Waele) 9/5, Grand Canyon van HD (Nadege Janssen) 12/13, Forest Gump (Maxime Harmonies) 0/4.

5º. França 24 pontos: Cadillac du Heup (Bernard Briand Chevalier) 0/Ret, Quolita A (Harold Boisset) 0/8, Sweet Phir (Clement Boulanger) 0/4, Quinine de Lezeaux (Nicolas Desquzes) Ret/12.

6º. Itália 38 pontos: Quinoa des Pres (Francesco Curturiello) 0/12, Gomes (Filippo Codecasa) 9/13, Quasimodo R (Clementina Grossi) 8/1, Traffic Boy (Vincenzo Chimirri) 4/13.

7º. Irlanda 56 pontos: Felix (Michael G Duffy) 16/9, Wrangler ll (Jack Dodd) Elim/13, Ringwood Glen (Capt Geoff Curran) 0/9, Can Ya Makan (Marion Hughes) 9/Ret.

8º. Brasil (1ª mão apenas): Cula Lou V (Adir Abreu Junior) 17, Brownboy (Andre Freire) Elim, Elle de Laubry (Andre Reichmann) Elim, Zenzero (Felipe Ramos Guinato) 1 ponto.